Ensino :: A Biblioteca Escolar nos dias de hoje

0 298

A revolução digital e a expansão da designada sociedade do conhecimento, que caracterizam a nossa Era, colocam à Escola atual novos desafios, no sentido de dotar os jovens de um conjunto de saberes hoje considerados vitais para a sua vida pessoal, social e profissional.

Às escolas é atualmente exigido que melhorem a educação e a qualidade das aprendizagens, sendo-lhes para tal imposta uma profunda mudança dos métodos de ensino e dos ambientes de aprendizagem, que só um contexto rico em recursos e baseado em processos de leitura e investigação, processamento da informação e produção de conhecimento podem proporcionar.

A formação leitora e as literacias são, hoje, campos cada vez mais cruciais na resposta às múltiplas alterações socioeconómicas, culturais e tecnológicas ocorridas nos nossos dias, indutoras de novas formas de acesso e construção do conhecimento e de novas práticas culturais e de lazer, constituindo um fator decisivo para que os jovens sejam capazes de enfrentar com sucesso as exigências que a sociedade contemporânea lhes coloca, munindo-se de uma ferramenta básica para a informação, a comunicação e a inclusão social.

A biblioteca escolar constitui uma base natural para o desenvolvimento destas competências, dando acesso a uma nova gama de media e fontes de informação (analógicos e digitais), formando para o prazer da leitura e a compreensão leitora, colaborando com os docentes no ensino embebido no currículo de competências digitais, mediáticas e da informação; orientando na mobilização de capacidades de pensamento crítico e de resolução de problemas e educando para um conjunto de valores e de atitudes considerados indispensáveis ao exercício da cidadania.

A investigação e a experiência têm vindo a demonstrar este valor das bibliotecas escolares, permitindo estabelecer uma relação entre a qualidade do seu trabalho e o sucesso dos alunos.

A operacionalização e o alcance deste trabalho dependem não só dos profissionais responsáveis pela organização, gestão e dinamização das bibliotecas, mas são também fruto das políticas e orientações educativas que sobre ele pendem, dos efeitos que sobre ele têm as decisões dos orgãos de gestão das escolas e, sobretudo, da compreensão dos docentes e da comunidade educativa sobre o papel que as bibliotecas podem desempenhar no sucesso escolar e na formação global dos alunos.

Devido ao cargo que ocupam na gestão intermédia das escolas, os educadores de infância, na educação pré-escolar, os professores titulares de turma, no 1.º ciclo do ensino básico, e os diretores de turma (enquanto coordenadores dos conselhos de turma), nos restantes níveis de ensino, assumem uma função nuclear de liderança neste âmbito, deles dependendo boa parte da iniciativa no sentido do enriquecimento e melhoria dos processos de ensino e aprendizagem através do uso das bibliotecas escolares.

Maria Rosa Gondim

ARTIGOS SIMILARES

SEM COMENTÁRIOS

Deixar uma resposta