AIMinho em liquidação. Minho Park com mais um problema

0 1606

A Associação Industrial do Minho (AIMinho) após a assembleia de credores ontem realizada no Tribunal de Famalicão, entrou em liquidação, devendo fechar a curto prazo.

Com duas mil empresas associadas, é uma associação regional multissetorial criada em 1975, tendo tido origem no Grémio das Indústrias Metalúrgicas e Metalomecânicas de Braga, fundado em 1956.

Em causa está a falta de pagamento de dívidas de mais de 12 milhões de euros, sendo os maiores credores a CGD, de 6 milhões, e o Novo Banco, de 5, 6 milhões.

Uma situação que coloca mais uma dificuldade à conclusão do Minho Park, em Monção, participado pela Associação Industrial do Minho (90%) e pela Câmara Municipal de Monção (10%). Um investimento de 3 milhões de euros em 90 hectares, nas freguesias de Pinheiros, Lara, Mazedo e Troporiz, que está parado devido, também, a um litígio judicial por causa do IVA, conforme nos informaram.

“Tudo iremos fazer para tornar, de uma vez por todas, o Minho Park uma realidade útil e economicamente frutuosa para o nosso concelho”, tinha referido, durante a tomada de posse, em outubro último, o edil monçanense António Barbosa.

Entretanto, segundo o ‘Minho’, um grupo de oito empresários de Braga, de Guimarães, e de Barcelos quer fazer uma nova associação empresarial em Braga, mas de âmbito minhoto, para substituir a AIMinho. O anúncio público deverá ocorrer em novembro.

SEM COMENTÁRIOS

Deixar uma resposta