AQUAMUSEU ALERTA PARA PESCA ILEGAL E EXIBE ARMADILHA RETIRADA DO RIO

Com o objetivo de sensibilizar para as consequências negativas da pesca ilegal, o Aquamuseu do rio Minho acaba de expor, no seu espaço exterior, uma armadilha apreendida no rio Minho, pela Autoridade Marítima.

Sendo um dos seus compromissos a exploração de temáticas que visam aumentar a sensibilidade para a conservação dos valores naturais, privilegiando a atividade experimental como metodologia para a aquisição de conhecimento, o Aquamuseu do rio Minho decidiu exibir uma armadilha ilegal, procurando familiarizar as pessoas de forma a puderem informar ou denunciar as entidades competentes para eventuais casos ilegais.

A prática de pesca com recurso a equipamentos proibidos ainda se regista no rio Minho.

De sublinhar que as espécies mais vulneráveis a esta atividade neste troço de água internacional, são a lampreia, o sável, o salmão e a enguia.

De acordo com o descrito no portal da Comissão Europeia, a pesca ilegal, não declarada e não regulamentada (pesca INN) empobrece as unidades populacionais, destrói os habitats aquáticos, distorce a concorrência, coloca os pescadores numa situação de desvantagem e enfraquece as comunidades costeiras, em especial nos países em desenvolvimento.

SEM COMENTÁRIOS

Deixar uma resposta