Crianças :: As crianças e os tablets … Sim ou Não?

0 222

Hoje em dia é muito comum verem-se crianças entretidas com tablets… quase tanto, como os jovens e adultos, com os telemóveis. Aliás, quem é que ainda não reparou, principalmente, em locais públicos como cafés, em grupos de jovens ou mesmo um simples casal, onde todos estão a “dialogar” com os telemóveis e muito pouco com os amigos? Mas esse é um outro tema, para um outro tipo de artigo.

Na verdade, a utilização do tablet por crianças de tenra idade já tem sido alvo de estudos em países onde esse hábito existe há mais tempo do que em Portugal.Um estudo realizado no Canadá, em 2013, afirmava que o uso do tablet apenas meia hora por dia, era responsável pelo atraso da linguagem em 50%.

Mais recentemente, dois organismos importantes e reconhecidos no mundo científico, a Sociedade Canadiana de Pediatria e a Academia Americana de Pediatria chegaram á conclusão de que há diversos problemas causados pelos elementos eletrónicos dos tablets e smartphones nas crianças que os utilizam com idade inferior a 12 anos. Desse estudo destacam seis pontos fundamentais:

Problemas de desenvolvimento cerebral. enquanto o cérebro não está desenvolvido, a exposição a elementos eletrónicos pode causar deficit de atenção, atrasos cognitivos, distúrbios de aprendizagem, aumento de impulsividade e diminuição da habilidade de gerir as próprias emoções.

Obesidade. para além de outros factores, estima-se que as crianças com acesso livre a este tipo de aparelhos tenha 30% de hipóteses a mais de virem a ser obesas.

Problemas relacionados com o sono. tendo acesso livre, muitas crianças deixam de brincar “ao vivo” e dormir, só para jogarem o que, pela falta de descanso, acaba por alterar a sua saúde em vários aspetos.

Problemas emocionais. Há estudos de diversas partes do mundo ligando diretamente a utilização excessiva de tecnologia a uma série de distúrbios emocionais. Entre os mais citados pelos pesquisadores estão depressão infantil, ansiedade, autismo, transtorno bipolar, psicose e comportamento problemático. Crianças tendem a repetir comportamentos dos adultos e de personagens que consideram referências. Logo, a exposição a jogos e filmes com violência excessiva pode causar problemas de agressividade também às crianças de até 12 anos.

Demência digital. Psicólogos e pediatras dos institutos já mencionados afirmam: “Conteúdos multimídia em alta velocidade podem contribuir para aumento o déficit de atenção”. Além disso, a exposição causa problemas de concentração e memória. O motivo seria a redução de faixas neuronais para o córtex frontal, que acontece pelo mesmo motivo recém-mencionado.

Emissão de radiação. sendo as crianças mais sensíveis aos agentes radioativos que os adultos, as emissões que esses aparelhos provocam podem ser consideradas cancerígenas para as mesmas.

Estudos feitos, várias opiniões, as crianças são nossas…cada um decide.

ARTIGOS SIMILARES

SEM COMENTÁRIOS

Deixar uma resposta