FIGURAS PÚBLICAS VISITAM BIENAL DE CERVEIRA

0 297

V. N. CERVEIRA

A XIX Bienal Internacional de Arte de Cerveira tem despertado o interesse de políticos e individualidades, que a convite da Fundação Bienal de Arte de Cerveira ou a título espontâneo e individual fazem questão de conhecer mais uma edição da bienal de arte mais antiga do país.

O encerramento dos trabalhos da VIII Bienal de Jovens Criadores da Comunidade dos Países de Língua Oficial Portuguesa decorreu a 29 de julho, em Vila Nova de Cerveira, e incluiu uma visita oficial à XIX Bienal Internacional de Arte de Cerveira, que contou com a presença do Ministro da Educação, Tiago Brandão Rodrigues, e de ministros, vice-ministros e secretários de estado de Juventude e do Desporto dos 9 países membros. Recordando a sua juventude e as visitas regulares às Bienais Internacionais de Arte de Cerveira, Tiago Brandão Rodrigues, natural de Paredes de Coura, reconheceu este evento como a “bienal mais internacional e conhecida que Portugal pode ter”.

Por sua vez, o Presidente do Partido Social Democrata (PDS), Pedro Passos Coelho, marcou presença no evento a 30 de julho e conheceu o Fórum Cultural e o Castelo de Cerveira, afirmando ser “uma enorme honra estar presente pela primeira vez neste evento de referência cultural”.

Já Alberto Martins, ex-deputado do Partido Socialista e antigo ministro de Sócrates e Guterres, compareceu no dia 9 de agosto, deixando uma mensagem de apreço sobre a qualidade dos artistas presentes, a “expressão de liberdade na arte” e a “resistência cultural” que envolve este evento que cumprirá 40 anos em 2018.

Por último, Fernando Freire de Sousa, presidente da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Norte (CCDR-N), esteve presente no passado dia 10 de agosto, bem como o secretário-geral da Cultura da Junta da Galiza, Anxo Lorenzo.

De recordar que “DA POP ARTE ÀS TRANS-VANGUARDAS, Apropriações da arte popular” é o tema da XIX Bienal Internacional de Arte de Cerveira, que decorre até 16 de setembro, em Vila Nova de Cerveira, para apresentar mais de 500 participantes de 35 países, e mais de 600 obras de arte, homenageando, Paula Rego, Ernesto de Sousa e Jaime Azinheira.

SEM COMENTÁRIOS

Deixar uma resposta