GNR investiga alegada descarga poluente no rio Âncora

A GNR através do núcleo de proteção ambiental de Viana do Castelo está a investigar uma alegada descarga poluente no rio Âncora, mais precisamente no Monumento Natural Local das cascatas da Ferida Má.

Fonte deste Comando Territorial disse que “o caso foi reportado por um cidadão, estando a ser investigado pelos militares do núcleo de proteção ambiental”.

Já o vereador do Ambiente da Câmara de Viana do Castelo, Ricardo Carvalhido, disse, à Lusa, ter tido conhecimento do caso e adiantou que “irá reforçar o alerta para esta situação junto do Serviço de Proteção da Natureza e do Ambiente (SEPNA) e da Agência Portuguesa do Ambiente (APA)” .

Ricardo Carvalhido explicou que “só aquelas entidades possuem meios técnicos para determinar o tipo de poluente em causa”.

O responsável acrescentou que “a Câmara de Viana do Castelo está a acompanhar o caso”, manifestando “preocupação” por afetar “uma zona classificada” do concelho.

 ”É uma zona muito importante do ponto de vista da valorização da geodiversidade. É também um importante troço do rio Âncora. Vamos estar muito atentos ao evoluir deste caso por se tratar de um cartão de visitas do concelho. É muito importante, do ponto de vista da valorização turística e educação ambiental”, disse.

Em janeiro de 2018, o Monumento Natural Local das cascatas da Ferida Má foi um dos 13 monumentos naturais do concelho a concluir o processo de classificação no âmbito do projeto do Geoparque Litoral de Viana do Castelo.

SEM COMENTÁRIOS

Deixar uma resposta