JOSÉ MARIA COSTA REELEITO PARA A PRESIDÊNCIA DA RIET

O Presidente da Câmara Municipal de Viana do Castelo foi ontem reeleito para a presidência da RIET – Rede Ibérica das Entidades Transfronteiriças, em Huelva, Espanha, durante a assembleia geral anual. Na sessão, foi ainda proposta a criação de uma cooperativa europeia entre Espanha e Portugal para a luta contra os incêndios.

Assim, durante a assembleia-geral, o presidente de Viana do Castelo, José Maria Costa, foi eleito por unanimidade presidente da RIET, acumulando agora também a presidência da Conferência de Cidades do Arco Atlântico (CCAA) e da delegação portuguesa no Comité das Regiões.

Esta entidade transfronteiriça, um projeto nascido em 2009 e constituído por organizações municipais, empresariais e académicas próximas da fronteira de Espanha e Portugal, foi criada com o objetivo de promover a cooperação transfronteiriça, o desenvolvimento socioeconómico nos territórios fronteiriços e de estabelecer-se como uma única comunidade de interesse perante os governos de Espanha, Portugal e da União Europeia.

Entre as decisões tomadas, destaca-se a proposta para a próxima Cimeira Ibérica da criação de uma entidade coordenadora das emergências luso-espanholas, com comando sobre as forças e recursos de ambos os países para a luta contra incêndios e com capacidade de resposta imediata. Desta forma, seria criada uma cooperativa europeia comparticipada pelos governos dos dois países, comunidades autónomas e entidades similares de Portugal, os municípios e as redes representativas de cooperação, que administrariam diretamente a prevenção e combate contra os incêndios.

Durante a assembleia-geral, foi também aprovado um documento que será transmitido aos governos de ambos os países para a Cimeira de 2018 no qual se reúnem as prioridades da fronteira para o seu desenvolvimento socioeconómico. Este documento releva a coordenação e a necessária prevenção na luta contra os incêndios, situação tão dramática atualmente nos dois países e que afeta particularmente os territórios de fronteira, pelo que constitui uma prioridade para a RIET, tendo centrado parte do debate neste tema.

SEM COMENTÁRIOS

Deixar uma resposta