Miguel Alves apresentou recandidatura à Federação do PS de Viana do Castelo

0 322
Imagem de Miguel Alves apresentou recandidatura à Federação do PS de Viana do Castelo

Miguel Alves, atual Presidente da Federação do PS de Viana do Castelo, apresentou a sua recandidatura ao cargo, ao lado do Ministro da Educação, Tiago Brandão Rodrigues, e perante dezenas de apoiantes.

Manoel Batista e Vítor Paulo Pereira Presidentes da Câmara de Melgaço e Paredes de Coura, respetivamente, marcaram presença na primeira fila, tal como os deputados à Assembleia da República eleitos nas listas do PS no círculo de Viana, José Manuel Carpinteira e Sandra Pontedeira.

Numa sala repleta de dirigentes e militantes do PS, foi notado o apoio e presença de nove dos dez Presidentes de Concelhia, da Presidente do Departamento das Mulheres Socialistas, Dora Brandão e de vários militantes da Juventude Socialista cuja estrutura distrital declarou apoio ao autarca de Caminha.

O primeiro orador foi Tiago Brandão Rodrigues que destacou as qualidades políticas e pessoais de Miguel Alves, sublinhando o papel que o autarca tem tido na criação de uma especial relação do PS nacional e do Governo com os concelhos do Alto Minho. O Ministro recordou o prestígio que o Presidente da Federação granjeia em Lisboa e deu nota de como a sua influência e trabalho permitiu desbloquear várias situações.

Miguel Alves falou depois do Ministro, agradecendo a presença de todos e o trabalho realizado ao longo dos últimos dois anos. O dirigente socialista sublinhou os bons momentos deste primeiro mandato, evidenciando o papel que o Governo tem tido no crescimento do Alto Minho – modernização da Linha do Minho, Unidade de Cuidados Continuados em Melgaço, os compromissos da ligação de Paredes de Coura à A3 e dos acessos ao Porto de Viana e a reabilitação das escolas secundárias por todo o distrito – e a capacidade que o PS do distrito tem tido para atrair governantes e, sobretudo, boas decisões.

Miguel Alves, porém, não deixou de referir a perda das Câmaras de Monção e Ponte da Barca como os momentos menos bons do mandato, assumindo as suas responsabilidades, na convicção de que existem condições e protagonistas para recuperar cada uma das autarquias e apontar para vencer outras que há muito não são do PS. Preparar o regresso em força do PS no ciclo autárquico de 2021, fomentar a militância e a formação, marcar presença forte nas eleições europeias de 2019 e aumentar o número de deputados eleitos nas próximas legislativas, foram os objetivos lançados por Miguel Alves para os próximos anos.

Imagem de Miguel Alves apresentou recandidatura à Federação do PS de Viana do Castelo

SEM COMENTÁRIOS

Deixar uma resposta