MINHO PARK PREOCUPA PRESIDENTE ELEITO DA CÂMARA DE MONÇÃO. PRIMEIROS DA LISTA PS NÃO DEVERÃO ASSUMIR FUNÇÕES.

0 8254

MONÇÃO

A questão do Minho Park é uma das questões que mais preocupam António Barbosa (PSD), recém-eleito presidente da Câmara Municipal de Monção – e o 6º eleito em democracia – e cuja tomada de posse deverá ocorrer na tarde do próximo dia 21, sábado.

Embora não se querendo alargar em pormenores, Barbosa confirmou à VALE MAIS que está determinado a colocar o Minho Park ao serviço das empresas e de Monção. A autarquia só tem 10% da propriedade do mesmo, sendo o restante da AIMInho, em risco de falência. O plano poderá passar por negociar com um banco credor.

Lembre-se, a propósito, que, já em 2012, o então chefe do município, José Emílio Moreira dava conta do lançamento do concurso internacional para que a empreitada fosse adjudicada e arrancasse no terreno. Todavia, o projeto ainda não está  terminado.

Abrangendo terrenos das freguesias de Pinheiros, Troporiz, Mazedo e Lara, previa-se, então, a criação de 1 250 postos de trabalho diretos. António Barbosa assume o Minho Park prioritário na criação de emprego na região, lembrando, nesse âmbito, além dos jovens, também os que já têm mais de 45/50 anos de idade e, uma vez desempregados, se deparam com dificuldades em voltar ao mundo laboral.

ELEITOS PS ESCUSAM-SE A SER VEREADORES

Entretanto,  a VALE MAIS soube que os três eleitos do PS para a Câmara Municipal – o ainda presidente da Câmara, Augusto Domingues, e vereadores Paulo Esteves (?) e Conceição Soares, bem como o 4º elemento da lista, Nídia Fernandes – não deverão assumir funções. Terão, portanto, de ser os elementos seguintes na lista.

Tentamos, sem êxito, ouvir Augusto Domingues sobre o assunto. Já António Barbosa prefere não o comentar, referindo que não tem conhecimento oficial do mesmo.

ANTIGO QUARTEL DOS BOMBEIROS

Chegou-nos também a informação sobre um projeto que terá agora sido mandado efetuar, a mando do atual executivo em funções, para o antigo quartel dos bombeiros e escola de música, na antiga Avenida da Estação, visando uma Pousada ou espaço para os mais jovens. Como não conseguimos confirmação oficial até ao momento, não podemos adiantar mais sobre eventuais pormenores sobre o tema.

SEM COMENTÁRIOS

Deixar uma resposta