Ministro da Educação inaugurou Laboratório de Comunicação e Ciência

Imagem de Ministro da Educação inaugurou Laboratório de Comunicação e Ciência

Tiago Brandão Rodrigues, Ministro da Educação, inaugurou o Laboratório de Comunicação e Ciência, na Escola Secundária de Monserrate, uma das que integra a primeira Rede Escolar de Ciência e de Apoio à Investigação Científica do país.

O ministro courense visitou as instalações da escola, contactou com professores e reuniu com a comunidade escolar, inaugurando assim, um dos laboratórios criados no âmbito desta rede, que juntará 30 investigadores para apoio de cerca de três mil alunos de Viana do Castelo, num investimento de 120 mil euros.

A Rede Escolar de Ciência e de Apoio à Investigação Científica é constituída por 7 unidades laboratoriais instaladas nas escolas sede de agrupamento: Laboratório de processamento de amostras em sedimentologia, Laboratório de sondagem mecânica e geofísica, Laboratório de Comunicação de Ciência, Laboratório de processamento de amostras em petrologia, Laboratório de Microscopia e Petrografia, Laboratório de Fotogrametria e Laboratório da Memória.

São unidades de investigação descentralizada do Geoparque, concretizando o papel crucial das escolas e centros de investigação para o seu pleno desenvolvimento. Para além de consolidar a necessária aproximação das Escolas à Ciência – aos seus equipamentos, aos cientistas e aos problemas e metodologias em ciência – constitui o foco para que os professores e os alunos se permitam olhar para o território como um todo.

Na edição n.º59 da revista Vale Mais é possível ver uma reportagem sobre esta Rede de Ciências.

Tiago Brandão também visitou obras da Escola Frei Bartolomeu dos Mártires

Aproveitnado a passagem por Viana do Castelo, Tiago Brandão Rodrigues também visitou as obras de Requalificação da Escola Frei Bartolomeu dos Mártires. A obra, no valor global de 5.3 milhões de euros financiados pelo Norte 2020, foi alvo de um acordo de colaboração entre a autarquia e a tutela para a requalificação e modernização das instalações da Escola EB23 Frei Bartolomeu dos Mártires, garantindo o financiamento nacional para avançar com a qualificação da escola.

A escola atual, um equipamento escolar dotado com 26 salas de aula e laboratórios dispersos por três edifícios cujo acesso é feito pelo recreio diretamente para o interior da sala de aula ou através de um percurso interior que resulta do atravessamento sucessivo de sala em sala de aula, está a necessitar de obras urgentes, razão pela qual avança agora a empreitada de requalificação e ampliação da infraestrutura escolar.

O projeto aponta para a criação de um edifício principal, a requalificação do piso nos campos de jogos, a requalificação dos espaços existentes, dois edifícios que serão mantidos e qualificados e um pavilhão desportivo e edifício técnico. Estão previstas 28 salas de aula, sendo 19 salas normais, um gabinete de educação especial, uma sala de música, uma sala de informática, um laboratório de ciências, um laboratório de física e química, uma sala de EV e duas de EV/ET.

Imagem deTiago Brandão também visitou obras da Escola Frei Bartolomeu dos Mártires

 

SEM COMENTÁRIOS

Deixar uma resposta