Monção & Melgaço Grandfondo

0 209

Melgaço e Monção recebem, no próximo mês de setembro, mais precisamente no dia 23, um Grandfondo que pretende tornar-se numa prova de referência mo mundo da bicicleta. 

O Monção e Melgaço Granfondo by Trek vai levar os participantes “a conhecer esta  região recheada de beleza, história e tradição, onde o cultivo e produção de uma casta especial de vinho verde se confunde com a nobreza e carácter das gentes e cuja origem se perde nas profundezas do tempo”, diz a organização.

Para a Bikeservice, principal organizador do evento, juntamente com os Municipios envolvidos e o Turismo do Porto e Norte de Portugal, “na subregião de origem do Alvarinho, encontrarás tudo aquilo que procuras num evento Bikeservice: o verde das paisagens e serranias do Alto Minho, em particular desse impressionante maciço montanhoso que dá pelo nome de Serra da Peneda; aldeias históricas, como Lamas de Mouro, Santo António de Val de Podros, Branda da Aveleira, Parada do Monte e Fiães; mas também a presença constante do Rio Minho e seus afluentes, além da riqueza gastronómica e desse bem tão precioso quanto impagável que é um ambiente familiar e acolhedor”.

Afirma, ainda, que “sobranceira à região espanhola da Galiza, a subregião de Monção e Melgaço é mais do que uma ponte entre duas realidades – é um elo de ligação, tal como será o Monção e Melgaço Granfondo by Trek, que, à semelhança dos demais Granfondos que organizamos, voltará a ter no contingente espanhol o mais numeroso de entre os muitos estrangeiros que nos visitam”.

A partida e a chegada serão em Monção com passagem, claro está, por Melgaço.

A prova de Granfondo detém 140 km, o Mediofondo 104 km e o Minifondo 62 km.

Apesar da prova só se desenrolar em setembro, as inscrições já se iniciaram e já ultrapassam os 570 participantes, restando, aquando do fecho desta edição, apenas, 930 vagas.

A apresentação decorreu no auditório da ESDL  – Escola Superior de Desporto e Lazer, em Melgaço, e para além de várias referências, nacionais e internacionais, deste desporto, dos autarcas envolvidos e da organização, que se fez representar pelo reconhecido Manuel Severino, esteve, também, presente, a secretária de Estado do Turismo, Ana Mendes Godinho.

Para Manuel Severino, da Bikeservice, “este é um desafio enorme, mas calculado. Este Granfondo será um êxito e o nosso propósito é ligar este evento a marca Alvarinho”. “Nesta conceito de prova é destinado a toda a gente, onde podem participar ciclistas profissionais, amadores e é uma iniciativa cariz desportivo, cultural e de lazer”.

A secretária de Estado do Turismo, destacou que “provas como esta são um aliado fortíssimo para mostrar o nosso território, e para colocar Portugal no mapa internacional. Esse é o nosso esforço, porque Portugal é muito mais que o litoral, é muito mais do que as regiões turísticas tradicionais, e é muito mais do que Sol e Praia. Assim, temos de aproveitar este bom momento que atravessamos no Turismo e temos, cada vez mais, de deixar valor no território”.

O turismo não tem nada para promover se não forem as pessoas, o território, a gastronomia, o vinho, o património e as tradições. Por isso, esta prova tem tudo para mostrar aquilo que as pessoas procurar que é o Luxo. E o Luxo não é mais do que Autenticidade, Criatividade e Inovação”.

Para Manoel Batista, edil melgacense,  “o Granfondo é um evento de grande notoriedade e é com orgulho que o iremos acolher. Temos a certeza de que mobilizará à nossa região muitas pessoas, não só atletas, como curiosos movidos pela adrenalina do ciclismo”. “Monção e Melgaço Granfondo será com toda a certeza um evento de grande promoção para o território e será com o nosso ex-libris, o Alvarinho, que o iremos receber”.

“Esta prova que abraçamos desde a primeira hora é mais uma das nossas apostas para atrair visitantes ao nosso município. Melgaço é um destino de natureza por excelência, com caraterísticas geográficas e geológicas que lhe concedem uma posição de destaque na região Norte de Portugal”.

Por sua vez, António Barbosa, líder monçanense, afirma que “esta prova promete fazer, da Sub-Região de Monção e Melgaço, o local ideal para os apaixonados das duas rodas. Tanto os profissionais, como os amadores.

Inserida num circuito de competições ciclistas, a nível nacional, celebraremos o vinho Alvarinho, a mais nobre de todas as castas, desenvolvendo a componente desportiva, junto da população local, e potenciando a vertente turística no nosso território”.

GRANDFONFO

O Monção e Melgaço Granfondo não é, apenas, uma prova desportiva. Pela elevada competência organizativa, pelo significativo número de inscrições esperadas e pelo alcance mediático da competição, constitui, sem qualquer dúvida, um contributo robusto para a valorização da nossa terra. Diria, uma forte pedalada para fortalecer o turismo monçanense”.

Uma das referências do ciclismo nacional que esteve presente na apresentação, e que também figura no vídeo promocional desta prova foi Rui Sousa, que, confirmou, este será um evento de exceção. E exceção pela organização, pelo nível de participação, pelos percursos escolhidos e pela proximidade com todos os participantes, isto é, nas condições que são dadas a todos de uma forma excecional. Estes eventos de excelência fazem com que muita gente se inicie na técnica de  pedalar, numa forma de lazer”.

A nível internacional, o galego Óscar Pereiro, antigo vencedor do Tour de França em 2006, também esteve presente e afirmou que “ depois de fazer cerca de 20 grandfondos por todo o mundo, não tem dúvidas que as provas organizadas pela Bikeservice estão no top 3. Por isso, em setembro tentará estar presente, até pela proximidade que tem com esta região, e que, pelo que já sabe, da Galiza virão muitos ‘aficionados’ da bicicleta”.

Reportagem publicada na edição impressa

SEM COMENTÁRIOS

Deixar uma resposta