‘O mundo a dançar’ apresentado no Palácio da Brejoeira

O Festival Internacional de Folclore “Folkmonção” foi ontem apresentado no Palácio da Brejoeira.

Boaventura Rodrigues começou por dizer que, contra todas as previsões, a edição deste ano vai-se realizar.

“O Festival esteve para não se realizar. O incêndio do ano passado deixou-nos sem material. Ardeu tudo. Ficamos sem nada”.

No entanto, a câmara de Monção ajudou-nos muito assim como as outras câmaras envolvidas, o IPDJ – Instituto Português do Desporto e Juventude-, a fundação INATEL e a companhia de seguros personificada no seu diretor, o que nos permitiu realizar estes espetáculos pela 33.ª vez.

O festival realiza-se entre 29 de julho e 6 de agosto e contará com grupos da África do Sul, Argentina, Bielorrússia, Buriácia, Colômbia, Espanha, Portugal, Taiti e Ucrânia,e irão efetuar espetáculos em nove concelhos do distrito (apenas Viana do Castelo não participa) e mais dois em Espanha, Salvaterra do miño e Vila Nova de Arousa.

Na apresentação estiveram representados os municípios de Caminha, Cerveira, Vila Nova de Arousa e Monção.

António Barbosa, edil monçanense, aproveitou para referir que este festival é uma grande aposta da autarquia. “É o evento com maior apoio financeiro, que não é organizado pela Câmara” referiu.

Como tal a câmara adquiriu bancadas para uma melhor acomodação do público (1000 lugares sentados) e estas estarão ‘integradas’ de forma natural, na Praça Deu-la-Deu.

A organização é do Rancho Folclórico da Casa do Povo de Barbeita.

Folkmonção

SEM COMENTÁRIOS

Deixar uma resposta