PNPG CANDIDATA-SE A RESERVA INTERNACIONAL DE OBSERVAÇÃO DE ESTRELAS

Já decorre a concretização da candidatura “Local Dark Sky no Território do Parque Nacional da Peneda-Gerês”, aprovada no âmbito do programa Norte 2020 Património Natural, promovida pela ARDAL. Após a adjudicação do projeto à empresa Borealis On Trekking que tem vindo, nos últimos anos, a desenvolver em parceria com a ARDAL, foram concluídas as fases de: 1 – estudo global de requisitos de certificação Local Dark Sky (LDS) no território do PNPG; 2 – levantamento do nível de cumprimento de requisitos LDS no território do PNPG; 3 – seleção de locais de elevado potencial.

Durante o período do outono e inverno será iniciada a fase de auditoria técnica aos locais selecionados e definição da configuração final dos locais de observação de estrelas a serem submetidos. Para tal, terá lugar uma campanha de monitorização da qualidade do céu noturno em vários lugares do PNPG onde foi identificado elevado potencial para a observações astronómicas.

Um Local Dark Sky (LDS) é um território que possui uma qualidade excepcional de noites estreladas e um ambiente noturno que é protegido pelo seu interesse científico, natural, educacional e cultural. A certificação será obtida através de um organismo internacionalmente reconhecido e com certificações já atribuídas sobretudo em locais nos Estados Unidos, Inglaterra, Alemanha e França.

O desenvolvimento e implementação de um local certificado de observação de estrelas permite a criação de uma janela para o universo, explorando o território numa nova dimensão. Este olhar para cima, cria a terceira dimensão dentro do espaço físico do PNPG, permitindo complementar a atual oferta de Turismo de Natureza com uma nova e inovadora gama de produtos turísticos ligados à observação do céu noturno, permitindo aumentar a oferta da região de forma inovadora, com novos produtos e eventos que ocorrem tendencialmente à noite. Os primeiros passos estão dados para transformar o PNPG num território de excelência para observação das noites estreladas.

SEM COMENTÁRIOS

Deixar uma resposta