“Querem acabar com o futebol amador”, considera presidente do Desportivo de Monção

O Desportivo de Monção interpôs uma providência cautelar contra a Federação Portuguesa de Futebol (FPF) por considerar “absurdo” o valor cobrado ao clube pela inscrição de jogadores da Galiza no campeonato distrital da 1ª divisão da Associação de Futebol de Viana do Castelo.

“Sentimos uma revolta muito grande. Querem acabar com o futebol amador. Exigir a um clube amador que pague 1.065 euros pela inscrição de um jogador é não ter a noção da realidade. É muito dinheiro”, afirmou à Lusa o presidente do Desportivo, Já para um futebolista português são cobrados 37 euros.

Segundo disse o responsável , a providência cautelar deu entrada, a 27 de agosto, no Tribunal Administrativo e Fiscal de Braga (TAFB) e visa ainda a Associação de Futebol (AF) de Viana do Castelo.

O Desportivo de Monção, para a época 108/2019, integra três jogadores de Salvaterra do Miño, localidade galega fronteira a Monção, sendo que um transita da temporada passada.

SEM COMENTÁRIOS

Deixar uma resposta