SEXO DURANTE A GRAVIDEZ

0 199

A concepção e a gravidez podem ser os momentos mais bonitos de uma relação, mas também podem constituir um desafio para  vida a dois. Hormonas em sobressalto, cansaço ou enjoos – ou ambos em simultâneo -, o corpo sempre a mudar, o medo do parto e as responsabilidades inerentes à paternidade podem matar o apetite sexual tanto dos homens como das mulheres. Não é de surpreender que a perspectiva de ter de manter-se  sexy durante os nove meses da gravidez seja um pouco assustadora.

Antes da gravidez

Nem todas as mulheres planeiam a sua gravidez, mas alguma preparação prévia cria as condições ideais para ambos os parceiros conceberem. Uma dieta pouco equilibrada e um estilo de vida agitado podem afectar a fertilidade de um casal. Obter peso ideal, ter uma alimentação à base de produtos frescos e evitar o álcool e o tabaco aumentarão as hipóteses de engravidar.

Fazer uma consulta geral com o seu médico também é uma boa ideia para que possa informar-se acerca da sua saúde ou sobre os efeitos que uma eventual medicação pode ter na fertilidade do casal. As mulheres também são aconselhadas a tomar 400 microgramas de ácido fólico diariamente antes da concepção e durante os três primeiros meses de gravidez para assim contribuírem para o desenvolvimento neurológico saudável do bebé. O consumo de suplementos vitamínicos e de zinco pode também ser benéfico para a fertilidade dos homens.

Engravidar

Por vezes, o simples facto de se falar em engravidar já reduz a vontade sexual. Criar uma família é uma coisa maravilhosa, mas não é tema de conversa mais sexy do mundo. Isto é particularmente verdade se o casal está a tentar conceber há já alguns meses sem sucesso e começa a sentir-se stressado com o assunto. Normalmente os casais são aconselhados a ter relações sexuais três a quatro vezes durante o período fértil da mulher. Ora isto pode parecer muito pouco sensual se nenhum dos dois estiver com vontade de fazer amor.

Ambos têm o mesmo desejo – o de terem um filho – por isso não se preocupam se nestes momentos o sexo vos parecer meramente funcional em vez de um prazer. Isto não terá mal nenhum  desde que no resto da vossa vida o sexo seja tão sensual e intenso quanto vos apetecer.

Sexo seguro durante a gravidez

O sexo durante a gravidez é seguro durante a maioria do tempo. Se tiver uma gravidez ‘normal’, o seu médico dir-lhe-á que viva a sua vida sexual normalmente. Porém, se lhe for diagnosticada uma gravidez de risco, poderá ser aconselhada a abster-se de ter relações sexuais. Isto pode acontecer, por exemplo, em casos de placenta prévia ou incompetência cervical.

A abstinência sexual também deve verificar-se se a grávida tiver uma hemorragia vaginal inexplicada. Por vezes, os médicos aconselham as grávidas de gémeos (de dois ou mais filhos) a não terem relações sexuais no final da gravidez, para evitar os riscos de um parto prematuro. Na verdade, se estiverem em risco de entrar em trabalho de parto prematuro por qualquer motivo, as mulheres são aconselhadas a absterem-se das relações sexuais, porque as prostaglandinas existentes no sémen podem causar contrações. Quanto aos preliminares, mantenham a vossa rotina habitual, com um cuidado apenas: lembre ao seu parceiro para não insuflar ar para o interior da sua vagina. Isso poderia causar uma embolia de ar potencialmente fatal para o seu bebé. Em vez disso, recomende-lhe que use a língua e os dedos.

Nove meses sensuais

Só porque está grávida, isso não quer dizer que não possa sentir-se sexy. Deixe as preocupações financeiras de lado por uma vez e compre algumas roupas, soutiens e calcinhas  pré-mamã que a façam sentir-se bem. O seu corpo vai agradecer o apoio adicional, você vai sentir-se mais bonita e o seu companheiro vai adorar o efeito da renda no seu corpo arredondado. E desfrute do seu corpo. É uma oportunidade única, em que ter uma barriga grande é sinónimo  de beleza.

Por esse motivo, há muitas mulheres que veem a gravidez como um altura de grande intimidade sexual com os parceiros. À medida que o corpo se prepara para o parto, algumas mulheres sentem um aumento do libido devido a uma maior lubrificação vaginal e irrigação sanguínea nos órgãos genitais, que  deixam o clítoris altamente sensível.

Pode por vezes ter vontade de fazer sexo mas o tamanho da barriga já não lhe permite estar na posição favorita. Muitos casais preferem posições de lado, em que o peso não recai sobre a barriga materna e permitem à mulher um perfeito controle sobre a penetração. As posições em que a mulher fica por cima também são confortáveis e sexy, sobretudo se o seu homem ficar excitado com a sua barriga volumosa. As posições a evitar são aquelas em que a mulher fica deitada com as costas para baixo, pois estas diminuem a circulação sanguínea e constituem um risco para o bebé.

O bebé pode reagir ao orgasmo da mãe, acordando e dando pontapés ou até adormecendo com os movimentos ritmados do ato sexual. Ambas as reações são normais, mas como sempre, se notar alterações prolongadas significativas na  atividade do bebé, fale com o seu médico de imediato. À medida que a hora H se aproxima, tirem o máximo partido possível do vosso tempo a dois antes que passem a ser três. É que tão cedo poderão não ter oportunidade ou forças necessárias para sexo espontâneo.

SEM COMENTÁRIOS

Deixar uma resposta