Teatro com destaque em Caminha durante setembro e outubro

0 106

“Comédias da Vida”, “Divorciadas, Evangélicas & Vegetarianas”, “Eh Oh” e “A Curva”, são alguns dos espetáculos disponíveis

O teatro é uma das grandes apostas da programação no concelho, nos meses de setembro e outubro. “Comédias da Vida”, “Divorciadas, Evangélicas & Vegetarianas”, “Eh Oh!” e “A Curva”, são alguns dos espetáculos que vão decorrer nos vários espaços culturais do concelho.

O Cineteatro dos Bombeiros de Vila Praia de Âncora apresenta no dia 22 de setembro a peça de teatro “Comédias da Vida”, da Krisálida – Associação Cultural do Alto Minho, a partir de Karl Valentim. Este espetáculo é o resultado da Oficina de Teatro que a Krisálida realizou durante a temporada 2017/2018. Os bilhetes têm o valor de 3€ e estarão disponíveis nos Postos de Turismo de Caminha e de Vila Praia de Âncora.

No dia 29 de setembro, “Comédias da Vida” vai ainda subir ao palco da Sociedade de Instrução e Recreio Ancorense, pelas 21H30.

 Eh Oh!” e “Divorciadas, Evangélicas & Vegetarianas”

Para ver no Valadares

Nos meses de setembro e outubro, o Valadares, Teatro Municipal de Caminha tem em cartaz o espetáculo de magia ‘Eh Oh!’, dos vianenses Quase Quatro (15 de setembro) e ‘Divorciadas, Evangélicas & Vegetarianas’, da Varzim Associação Cultural (13 outubro).

No dia 15 de setembro, krisálida Akolhe apresenta ‘Eh Oh!’, um espetáculo de magia e ‘clown’ para miúdos e graúdos dos Quase Quatro. A sessão vai decorrer pelas 17H30. Os bilhetes têm o valor de 4€ e poderão ser adquiridos nos Postos de Turismo de Caminha e de Vila Praia de Âncora.

Em outubro, a Varzim Associação Cultural exibe a comédia “Divorciadas, Evangélicas & Vegetarianas”, da autoria do escritor venezuelano Gustavo Ott, com encenação de Eduardo Faria. Este espetáculo com Isabel Marques, Isabel Morim e Isabel Viana “retrata com humor a vida de três mulheres em que uma está mal, a outra pior e da terceira nem se fala. A peça fala de uma forma hilariante das pequenas coisas da vida destas mulheres para nos falar das grandes coisas da vida de todos nós. A primeira, uma vegetariana de caráter impulsivo que acaba de ter uma batalha com o seu namorado, conhece uma divorciada que casou muito jovem renunciando assim os seus sonhos. Juntas encontram-se com a terceira protagonista, uma evangélica plena de contradições”. O espetáculo sobe ao palco do Valadares no dia 13 de outubro, pelas 22H00. Os bilhetes têm o valor de 7,5€ e poderão ser adquiridos nos Postos de Turismo de Caminha e de Vila Praia de Âncora.

 A “A Curva” está de regresso aos palcos das freguesias

Depois de uma pausa, em outubro, ‘A Curva’ de Tankred Dorst, apresentada pela Krisálida – Associação Cultural do Alto Minho está de regresso às freguesias do concelho. Recorda-se que a sua estreia decorreu em maio e a partir dessa data tem andado em digressão. No dia 12, sobe ao palco do Centro Cultural de Gondar; no dia 13, Centro de Bem Estar Social de Seixas; no dia 19, no Centro Social e Paroquial de Riba de Âncora; no dia 20, na Casa do Povo de Lanhelas e no dia 26, no Centro Cultural de Azevedo. Todos os espetáculos vão decorrer pelas 21H30 e a entrada é livre.

Esta peça de teatro é promovida no âmbito de um protocolo celebrado entre a Câmara Municipal de Caminha e a Krisálida – Associação Cultural do Alto Minho que garante que, à semelhança de anos anteriores, a Krisálida levará um espetáculo às 14 freguesias do concelho, conduzindo o teatro ao encontro do público nas salas das juntas de freguesia, nas ruas e nas pequenas praças, ao mesmo tempo que prosseguirá o projeto pedagógico em íntima articulação com a criação e produção artísticas, dirigidos às comunidades de crianças, jovens e suas famílias.

“A Curva” é uma farsa sobre a comercialização da morte. Sobre a peça, diz-se “dois irmãos vivem num lugar remoto junto a uma curva perigosa onde já aconteceram muitos acidentes mortais: 24 mais precisamente. Os irmãos encontraram formas engenhosas de conviver bem com esta situação e a vida decorre com relativa tranquilidade. Até que um dia o inesperado acontece…”.

“A Curva” apresenta na direção artística e produção Carla Magalhães; na encenação Nelma Nunes; na interpretação Alexandre Martins, Nuno J. Loureiro e Rui Barbosa; na cenografia e figurinos Grácia Cordeiro e no desenho de luz Rui Gonçalves.

SEM COMENTÁRIOS

Deixar uma resposta