3,2 milhões de euros para Valença ter uma escola melhor

0
3,2 milhões de euros para Valença ter uma escola melhor

O novo Complexo Escolar de Valença estará pronto e ao serviço da comunidade escolar já no próximo ano letivo. 3,2 milhões de euros é o valor do investimento de requalificação da EB 2,3/S de Valença.

“Na prática vamos ter uma escola nova, a escola que os valencianos merecem”, é a opinião de Manuel Lopes, Presidente da Câmara Municipal, que acrescenta: “melhorar a qualidade do ensino é fundamental para as novas gerações. Espero que todo o investimento feito seja motivador para toda a comunidade escolar e desejo-lhes os maiores sucessos”.

Esta é a segunda maior empreitada de obras públicas lançada, em Valença pelo município, logo atrás da Escola Superior (CILV / ESCE.

Novo auditório, biblioteca, Cantina, salas de informática e interligações entre blocos fechadas são infraestruturas de destaque no novo complexo.

Um novo edifício charneira, está a ser construído neste complexo, que acolherá um auditório com capacidade para 120 lugares, uma nova biblioteca, mais salas de aula e novas salas de informática. Permitirá, ainda, uma ligação coberta entre todos os blocos da escola, o que na prática permitirá aos alunos circular em todos os espaços da escola sem chuva. A obra está a implicar, ainda, a requalificação de todos os edifícios existentes, bem como das infraestruturas desportivas e espaços verdes envolventes.

A segurança tem sido uma prioridade, de modo a causar o mínimo impacto no normal funcionamento das atividades letivas do complexo. Todo o desenrolar da obra tem sido planeado e faseado, de modo a garantir a continuidade da empreitada e o normal funcionamento da escola. Um plano de segurança tem sido aplicado de modo a garantir todas as condições para o bem-estar de alunos, professores e funcionários, durante os períodos em que as obras coincidam com as atividades letivas.

A obra é suportada pela Câmara Municipal de Valença, com apoios do Norte 2020, através do Plano de Desenvolvimento de Coesão Territorial do Alto Minho e do Governo Português.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here