A Misarela num labirinto de sonhos

0
A Misarela num labirinto de sonhos

A Misarela num labirinto de sonhos. “vou ensinar-te a voar… vem, fecha os olhos, estende os braços… salta para o norte, procura a tua estrela… para chegar à terra do nunca, não precisamos de nos transportar, mas de nos transformar, e isso é coisa que as agências de viagens não resolvem… para sermos eternos, temos de ser como crianças… “

(criaturas do Ar – Fernando Savater)

Há uma quinzena de anos atrás fizemos uma exposição de pintura, as palavras pintadas, numa escola do ciclo lá para as belas redondezas da Senhora da Graça. A professora, amiga que nos convidou a tal, pediu por escrito a opinião dos seus alunos. As pinturas mais opinadas, quer pelo seu tamanho, quer pela sua envolvência histórica/ literária, foram sobre a ponte da Misarela e do labirinto dos sonhos a partir de um texto sobre peixes da Sophia. Quando vi o resultado das escritas, passei uma noite a copiar aquilo que me pareceu mais interessante de poder guardar como troféu para espólio das nossas andanças pictóricas. O que passo a citar são farrapinhos dessa noite em branco.

O quadro ponte da Misarela estava bem colorido, abstracto e também bem pintado. Tem a ver com uma lenda em que as pessoas levavam os bébés para lhes tirar os demónios e também aproveitavam para baptizá-los. Diz-se que os padrinhos eram as primeiras pessoas a passar por lá. – Helena Rita

Vi um quadro que era uma casa com monstros marinhos e peixes defeituosos, tinha uma sereia com uma cabeça defeituosa com cornos, o quadro tinha muitas rugas, as cores eram diversas. – Veloso

A ponte da Misarela era uma ponte muito grande onde as mulheres inférteis iam fazer um contrato com o diabo, que consistia em que a mulher podia ter filhos em troca da sua alma e quando os filhos nascessem eram baptizados na ponte… era um quadro criativo, tinha uma ponte, árvores e galhos secos e um relevo não identificado. – Daniel José

O quadro que gostei mais foi o dos peixes. Havia peixes de seda e outras qualidades variadas. Alguns tinham dentes muitos afiados e grandes, outros nem sequer tinham dentes. Havia espécies que nunca tinha visto. – Gonçalo Manuel

Havia um quadro com um peixe em que a cauda dele parecia uma boca, o corpo tinha espinhos e a boca com dentes enormes e o fio de pesca era deficiente. Quase todos os quadros eram defeituosos, tinham todos rugas. – Armando

As cores acentuadas suavemente com a dimensão mediática dá um tom muito absorvedor da imaginação. Puxou muito a atenção todos os monstros escondidos que demonstram a tensão existente nos quadros. – Elvira Graça

Os quadros tinham linhas de perfeição total e tinha partes muito tortas. Gostei da ponte da Misarela que era um contrato com o diabo e padrinhos e madrinhas… – Paulo José

No labirinto dos sonhos havia muitos caminhos que para mim significavam que cada vez mais os nossos sonhos são maiores ao longo da vida. – Soraia

Gostei muito da ponte grande com a cascata ao lado. Quando os bébés nasciam, as pessoas passavam por baixo com os filhos antes dos baptizados para que não acontecesse nada de mal. As pessoas que passavam depois eram os padrinhos. As meninas eram as Senhorinhas. As pessoas que lá moravam tinham uma lenda sobre essa ponte. A ponte começou a chamar-se ponte da Misarela por causa dessa lenda. – Susana Maria

O labirinto dos sonhos era interessante e muito abstracto e não tem nenhuma lenda. Foi feito por Sophia de Mello Anderson, nas grutas. Não sei se era para nos realizar os sonhos, mas devia ser, não tenho a certeza. – Andreia Maria

Acho que a ponte é um quadro assustador por causa do clima que é um clima mais ou menos escuro. Também o acho assustador por causa dos precipícios e dá a sensação que existem lá povoações muito estranhas… – Sandra Inês

O quadro que mais gostei foi o que tinha tinta a escorregar. – Bruno

Este quadro é um verdadeiro labirinto nas nossas cabeças – Patrícia Reis

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here