António Costa trouxe comboio elétrico ao Alto Minho

0
António Costa trouxe comboio elétrico ao Alto Minho
© Arménio Belo

António Costa trouxe comboio elétrico ao Alto Minho. António Costa, o Primeiro-Ministro de Portugal, marcou presença num dia “histórico” para o Alto Minho, com a entrada em serviço da circulação elétrica no troço Nine-Viana do Castelo da Linha do Minho. Na cerimónia, que decorreu na entrada da estação de comboios de Viana do Castelo, o governante referiu que este foi “um dia particularmente feliz para Portugal”.

A eletrificação do troço Nine-Viana do Castelo custou 16 milhões de euros, estando em curso a empreitada de eletrificação do troço entre Viana do Castelo e Valença, que estará concluída no segundo semestre de 2020.

António Costa frisou que o comboio elétrico que agora chega a Viana do Castelo vai “servir melhor os portugueses, com menos tempo de viagem e mais segurança”, reforçando que “daqui a um ano, estaremos seguramente já em Valença, completando a eletrificação de toda a Linha do Minho”.

António Costa trouxe comboio elétrico ao Alto Minho
© Arménio Belo

O Primeiro-Ministro destacou que o investimento na Ferrovia 2020, com mais de 2 mil milhões de euros mobilizados, “é um dos grandes objetivos que o país tem de ser capaz de concretizar”, assegurando que a aposta do Governo na ferrovia é um elemento “fundamental” para a internacionalização da economia.

Por seu lado, José Maria Costa, Presidente da Câmara Municipal de Viana do Castelo, recordou que a ligação ferroviária entre o Porto e Viana do Castelo foi inaugurada em 1878, comportando uma das maiores maravilhas da engenharia da época, uma ponte metálica de dois tabuleiros sobrepostos, que foi uma engenhosa realização da Casa Eiffel. Assumiu que a chegada à cidade, 140 anos depois, do comboio elétrico, “assume uma importância histórica e um simbolismo muito grande para Viana do Castelo, para o Alto Minho e para a euro-região Norte de Portugal – Galiza”.

Esta empreitada de eletrificação da Linha do Minho proporciona uma diminuição do tempo de trajeto, aumento da competitividade do transporte ferroviário, aumento da capacidade de comboios, aumento dos níveis de segurança e de fiabilidade, aumento da segurança rodoviária e melhoria das ligações internacionais do corredor norte-sul (Porto – Vigo).

A primeira fase desta obra ontem inaugurada abrange 44 quilómetros de via entre Nine e Viana do Castelo. O projeto de modernização da Linha do Minho inclui ainda a eletrificação Nine – Valença do Minho, a supressão de passagens de nível, novas subestações, intervenções em túneis e pontes, e instalação de sistemas e telecomunicações sinalização, com um investimento total de 832 milhões de euros que deverá ficar concluída até 2020.



 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here