Apanha da Lampreia nas pesqueiras começa amanhã

0

A pesca da lampreia na zona das pesqueiras, construções de pedra nas margens do rio Minho, inicia-se amanhã, 15 de fevereiro, prolongando-se até meados de abril. Neste período, centenas de pescadores entre Lapela, em Monção, e o concelho de Melgaço, vão “atirar-se” ao rio para a apanha deste afamado ciclóstomo.

Por força do Regulamento de Pesca no Troço Internacional do Rio Minho, ouso do colete de salvação é obrigatório. Uma medida aprovada pela Comissão Internacional de Limites entre Portugal e Espanha, surgindo na sequência de dois acidentes mortais registados no último ano.

Mais batidas e esguias, as lampreias apanhadas com utilização das redes colocadas nas pesqueiras são, regra geral, mais rígidas e saborosas. Tal deve-se à perda de gordura na exaustiva “viagem” entre a foz do rio Minho e a zona das pesqueiras.

Desde 15 de janeiro até 15 de abril, decorre a iniciativa “Lampreia do Rio Minho – Um Prato de Excelência”, partilhada pelos seis concelhos do Vale do Minho. No caso de Monção, participam 23 restaurantes localizados no centro histórico da localidade e em várias freguesias do concelho.

Dados recentes da Capitania de Caminha, referem que estão registadas 660 pesqueiras na margem portuguesa, das quais 130 estão ativas. Presentemente, decorre o processo, encabeçado pelo Agrupamento Europeu de Cooperação Territorial (AECT) Rio Minho, para distinguir aquelas estruturas seculares como Património de Interesse Nacional.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here