Arcos investe 3, 4 milhões nas redes de saneamento e de água

0
Intervenção em Cabana Maior

A ampliação do sistema de saneamento básico e da rede de abastecimento de água, são das áreas onde o Município tem investido fortemente, pretendendo dotar as populações de infraestruturas que contribuam para a melhoria da qualidade de vida da população arcuense.

No que toca ao Saneamento, recentemente viu ser concluída mais uma operação de Ampliação da Rede de Saneamento de Águas Residuais do Subsistema da área urbana de Arcos de Valdevez, a qual teve um custo global de 1.804 532,92€, e englobou intervenções nas freguesias de Parada, Vila Fonche, Arcos de Valdevez (S. Paio), Prozelo e Aguiã, Tabaçô, Giela, Guilhadeses, Prozelo, Paçô, Souto e Tabaçô, resultando num acréscimo de 735 ramais de saneamento.

Já em relação ao abastecimento de Água, nos últimos anos foram executadas e estão em curso obras no valor de 1,6M€, sendo uma intervenção referente  à operação de Ampliação da Rede de Abastecimento de Água do Subsistema Setor Norte, Vila e Sudoeste, que englobou empreitadas nas freguesias de Cabreiro, Gondoriz, Eiras, Extremo, Rio de Moinhos, Cabreiro, Álvora, Aboim das Choças e Miranda, num investimento global de 816.018,57€, que resultou num acréscimo de 19,6 km de rede e 335 ramais.

Ao nível do reforço da rede de Abastecimento de água a a obra atualmente a decorrer é a de Ampliação da rede de abastecimento de água ao sistema nascente (Mezio) – Fase 2,  na freguesia de Cabana Maior, a qual conta com um custo total de 801.752,87.

As empreitadas de saneamento tiveram um custo global de 1.804 532,92€, e foram financiadas pelo POSEUR-03-2012-FC-000609 – Ampliação da Rede de Saneamento de Águas Residuais do Subsistema da Vila – Arcos de Valdevez, cofinanciada pelo Fundo de Coesão (FC), Portugal2020, através do Programa Operacional de Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos (PO SEUR), Eixo Prioritário 3 – Proteger o Ambiente e Promover a Eficiência dos Recursos. Contaram com um investimento elegível no valor de 1.100.213,40 € e uma comparticipação comunitária de 935.181,39€ e uma comparticipação da Câmara Municipal no valor de 869.351,53€.

Ao nível do Abastecimento de Água existem duas candidaturas. Uma com um custo total de 816.018,57€, financiada pelo POSEUR-03-2012-FC-000436 – Ampliação da Rede de Abastecimento de Água do Subsistema Setor Norte, Vila e Sudoeste, cofinanciada pelo Fundo de Coesão (FC), Portugal2020, através do Programa Operacional de Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos (PO SEUR), Eixo Prioritário 3 – Proteger o Ambiente e Promover a Eficiência dos Recursos. Contou com um Investimento Elegível global de 656.891,85€ € e Comparticipação Comunitária de 558.358,08€ €, bem como um investimento de 257.667,49€ pelo Município.

A outra trata-se da Ampliação da rede de abastecimento de água ao sistema nascente (Mezio) – Fase 2, também financiada pelo POSEUR-03-2012-FC-000436 – Ampliação da Rede de Abastecimento de Água do Subsistema Setor Norte, Vila e Sudoeste, cofinanciadas pelo Fundo de Coesão (FC), Portugal2020, através do Programa Operacional de Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos (PO SEUR), Eixo Prioritário 3 – Proteger o Ambiente e Promover a Eficiência dos Recursos, e conta com um Investimento Elegível global de 405.289,81 € e Comparticipação Comunitária de 344.496,34€, bem como comparticipação da Câmara Municipal no montante de 457.256,53€.

Com estes investimentos a Câmara Municipal afirma que teve como principal objetivo a otimização e gestão eficiente dos recursos e infraestruturas existentes, garantindo, acrescenta, a qualidade do serviço prestado às populações e à sustentabilidade dos sistemas

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here