Banda Desenhada e Cinema

0

No passado dia 4 de maio e no âmbito da programação dos XVIII Encontros de Cinema, foi lançado o 21º livro da coleção BD/ Cinema O Filme da Minha Vida: AO CORAÇÃO DAS TREVAS de André Coelho, a partir do filme Apocalypse Now, de Francis Ford Coppola.

A coleção O Filme da Minha Vida faz-se do repto lançado pela AO NORTE a autores portugueses de BD para que criem um livro inspirado num filme que tenha deixado marcas nas suas vidas. Este cruzamento entre a sétima e nona arte é vocacionado para os amantes de ambas e, principalmente, dirigida aos jovens que frequentam o ensino secundário e superior.
A apresentação de cada livro conta com a projeção e análise do filme escolhido, a apresentação do livro, uma exposição dos originais e um encontro com o autor, para os quais serão convidados a participar alunos de artes visuais e de disciplinas relacionadas com o audiovisual, comunicação e língua portuguesa.

Cada álbum inclui 32 pranchas a preto e branco, um texto de análise (da autoria de João Paulo Cotrim, Pedro Moura e João Ramalho Santos), uma biografia do autor e a filmografia do realizador escolhido.
Esta coleção é dirigida pelo artista plástico Tiago Manuel e tem design gráfico de Luís Mendonça.

A exposição dos desenhos do livro AO CORAÇÃO DAS TREVAS de André Coelho, está patente até ao dia 30 de junho, na Galeria Espaço AO NORTE em Viana do Castelo, na Praça D. Maria II, n.º 113, r/c, e pode ser visitada de segunda a sexta-feira, no horário compreendido das 10h00 às 13h00 e das 14h30 às 19h00.

Os livros podem ser adquiridos por 3€ no local ou através da loja on-line no endereço: http://www.ao-norte.com/bd.php //

Desde 2008 foram publicados os seguintes livros:

O PERCUTOR HARMÓNICO, de André Lemos, baseado no filme ACONTECEU NO OESTE, de Sérgio Leone.
EPIFANIAS DO INIMIGO INVISÍVEL, Danie l Lima, inspirado no filme O DESERTO DOS TÁRTAROS, de Valerio Zurlini.
SÉTIMO SELO, de Jorge Nesbitt, inspirado no filme homónimo de Ingmar Bergman.
ÂNGULO MORTO, João Fazenda, baseado no filme A MULHER QUE VIVEU DUAS VEZES, de Alfred Hitchcock.
FITZ…, de Filipe Abranches, inspirado no filme FITZCARRALDO, de Werner Herzog.
REPULSA, de Alice Geirinhas, inspirado no filme REPULSA, de Roman Polanski.
O DRAGÃO ATACA, Tiago Albuquerque, inspirado no filme homónimo de Robert Clouse.
A VALQUÍRIA E O INOMINÁVEL, de Miguel Rocha baseado no filme O ANJO EXTERMINADOR, de Luis Buñuel.
O ESPÍRITO DA COLMEIA, de Luís Henrique,  inspirado no filme homónimo de Victor Erice.
EU NÃO REINO, de Pedro Nora, inspirado no filme VAI E VEM, de João César Monteiro.
ONE WEEK, de Isabel Baraona a partir do filme homónimo de Buster Keaton.
DEAD MAN, de António Gonçalves, baseado no filme DEAD MAN de Jim Jarmush.
IT’S PEOPLE, de Esgar Acelerado, inspirado nas suas memórias do filme À BEIRA DO FIM, de Richard Fleischer.
MELANCHOLIA, de Constança Araújo Amador, inspirado no filme homónimo de Lars Von Trier.
VONTADE INDÓMITA, de Pedro Rocha Nogueira, inspirado no filme homónimo de King Vidor.
FEIOS, PORCOS E MAUS, de Ana Biscaia, inspirado no filme homónimo de Ettore Scola.
STALKER, de Tiago Baptista, inspirado no filme homónimo de Andrei Tarkovsky.
NEGATIVE BORN KILLER, de Marcos Farrajota, inspirado no filme NATURAL BORN KILLERS, de Oliver Stone.
AGATHA, de Catarina Domingues, inspirado no filme AGATHA ET LES LECTURES ILLIMITÉES, de Marguerite Duras.
A PALAVRA, de Francisco Sousa Lobo, inspirado no filme homónimo de Carl Theodor Dreyer.
AO CORAÇÃO DAS TREVAS, de André Coelho, a partir do filme Apocalypse Now, de Francis Ford Coppola
Os vídeos com os depoimentos de cada autor, acerca da sua participação nesta coleção, podem ser visionados em: http://lugardoreal.com/lugar-do-real?tag=o-filme-da-minha-vida.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here