BlueWays – Descobrir o Alto Minho através de turismo náutico

0
BlueWays - Descobrir o Alto Minho através de turismo náutico

BlueWays – Descobrir o Alto Minho através de turismo náutico. Com o objetivo de valorizar e promover os percursos azuis no Alto Minho, nasceu o “BlueWays”.Trata-se de um projeto da Comunidade Intermunicipal do Alto Minho que tem como objectivo dar a conhecer a rede de percursos do rio, mar e natureza inseridos em espaços de conservação e com grande importância para o turismo e economia da região.

Ponte da Barca acolheu, no Jardim dos Poetas, a apresentação desta iniciativa que pretende desenvolver um conjunto de ações de valorização e promoção das atividades de turismo náutico sustentável, associando ou complementando, de forma sustentável, integrada e coerente, atividades de rio, com atividades de mar e natureza. É um projeto a várias mãos, que envolve atores públicos, privados e associativos do Alto Minho, mas que, acima de tudo, pretende mostrar a riqueza do território, fomentando o crescimento do turismo de natureza da região.

Através destas parcerias, o “Blueways” pretende mostrar, por exemplo, que uma família que venha descobrir Melgaço numa semana, pode realizar uma atividade de caminhada com uma empresa local, no dia seguinte fazer rafting no rio Minho, deslocar-se depois dois dias a Caminha, onde poderá pernoitar e realizar a descida do rio Coura em kayak e, no segundo dia, fazer um passeio a cavalo.

BlueWays - Descobrir o Alto Minho através de turismo náutico

Com o apoio de agentes locais, o “BlueWays” pretende a valorização e promoção do turismo de natureza no Alto Minho, criando assim uma melhor oferta, orientada para os diferentes públicos-alvo da estratégia de valorização ecoturística da região.

O projeto arrancou este mês e vai contar, até outubro, nos 10 concelhos do Alto Minho, com várias atividades em meio aquático como o Bodyboard, Canoagem, Canyoning ,Kitesurf, Passeios de barco, Rafting, Stand Up Paddle (SUP),Surf Windsurf, Pedestrianismo, Hidrospeed e Visitas a lagoas e cascatas que serão complementadas com outras ofertas.

Calendário Alto Minho Blueways

18-19 e 25-26 maio    PONTE DA BARCA    CANYONING

7-8-9 junho    arcos de valdevez    pesca à pluma

14 a 16 junho    monção    kayak

20 a 25 junho –  viana do castelo    windsurf

4 a 7 julho    ponte de lima    canoagem

15 a 31 julho    valença  passeios no rio

7-8 e 14-15 setembro    caminha    padle

25 a 28 setembro    melgaço    rafting

outubro    v.n.cerveira    remo

19-20 e 26-27 outubro    p. de coura    hidrospeed

Depois de uma mesa redonda onde foi apresentada a importância do projeto Blueways para a região e que contou com a participação do Augusto Marinho, Presidente da Câmara de Ponte da Barca, Cecília Marques, representante da CIM, Luís Barros da empresa Aktiva Natura e Manuel Costa da empresa Tobogã, com mediação de António Jorge, coordenador de Informação Rádio no Centro de Produção do Norte da RTP, seguiu-se uma conferência de imprensa presidida por José Maria Costa, Presidente da CIM Alto Minho, Augusto Marinho, Presidente da Câmara de Ponte da Barca e Júlio Pereira, secretário da CIM onde explicaram que o mar, o rio e a natureza são os ingredientes que este ambicioso projeto no Alto Minho quer oferecer, transformar e atrair turistas nacionais e internacionais à região.

Para Augusto Marinho, edil barquense, este projeto está em perfeita harmonia com Ponte da Barca, por temos uma extensão de Rio extremamente grande e temos dois panos de água importantíssimo, como é a Barragem do Lindoso, cuja a albufeira se estende mais por Espanha, mas depois temos a barragem do Touvedo, com um plano de água brilhante para realizar atividades náuticas.

“Temos um território com mais de 50% da sua área inserida no Parque Nacional Peneda- Gerês e todo ele Reserva Mundial da Biosfera e um território cheio de tradições e com muita cultura. Portanto urge ter estratégias, neste particular, náuticas, para o desenvolvimento da região”.

BlueWays - Descobrir o Alto Minho através de turismo náutico

Luís Barros  da empresa Aktiva Natura explicou à Vale Mais que os turistas podem ter conhecimento das atividades, por exemplo, através do TripAdvisor.

“Estamos conectados com este meio e com as redes sociais e o TripAdvisor permite uma situação muito positiva que são os comentários. No nosso caso os comentários que nos fazem são muito estruturados e detalham muito bem o que é atividade e como ela se diferencia em termos de padrão de qualidade. Nesse sentido, temos muita agente a vir ter connosco, precisamente, através do TripAdvisor, que está ligado a várias redes sociais. As pessoas pesquisam sobre o que podem fazer, por exemplo, aqui em Ponte da Barca e acabam por ter os pontos mais altos e nós aparecemos em primeiro lugar. Depois, temos brochuras em vários pontos hoteleiros”.

O projeto é cofinanciado pelo PO NORTE 2020.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here