Cinco toneladas de Espadarte servidas num festival que bateu records

0
Cinco toneladas de Espadarte servidas num festival que bateu records

Cinco toneladas de Espadarte servidas num festival que bateu records. Grelhado, em filetes, com arroz, em vinagreta, “chorinha”, em hambúrguer, ou a acompanhar o esparguete “al dente”, o espadarte foi “rei e senhor” durante onze dias, em Vila Praia de Âncora.

Consumiram-se quase cinco toneladas de peixe e bateram-se todos os recordes, com o já esperado crescimento do certame a superar, mesmo assim, as expetativas. Num evento que declarou guerra ao plástico, sempre com “casa cheia”, o Festival Gastronómico do Bife de Espadarte é já uma das iniciativas mais importantes do concelho de Caminha.

O primeiro dia foi de vento e chuva, mas a tenda gigante, com capacidade para 500 pessoas sentadas às mesas, resistiu sem sobressaltos e os apreciadores do espadarte também não se deixaram intimidar pelas condições climatéricas: primeira enchente e augúrio de mais uma edição de sucesso, que havia de se confirmar nos dias seguintes.

Cinco toneladas de Espadarte servidas num festival que bateu records

António Cunha, o promotor, da Baleeira Pescas, Lda., atento à evolução do serviço durante todos os dias do certame, não tem dúvidas de que se ultrapassaram as melhores previsões. O espadarte servido andou pelas 4,7 toneladas e mais de 15 mil pessoas experimentaram os vários pratos. Sublinha o responsável que muitas dessas pessoas repetiram uma e outra vez e dá como exemplo um casal alemão que não falhou nenhum dos 11 dias, fazendo sempre o seu jantar na tenda à beira mar.

“Está a tornar-se uma referência no Norte de Portugal”, refere António Cunha, destacando que há pessoas que se deslocam ao festival vindas de muito longe, quer de Portugal quer do estrangeiro. Os portugueses foram a maioria, mas houve também muitos espanhóis. Entre as diferentes nacionalidades, destaque também para os italianos e alemães.

Em relação às especialidades, o bife de espadarte continuou a ser o preferido, mas foi seguido de muito perto pelos filetes, cuja confeção teve de ser reforçada. A vinagreta, preparada com maior antecedência, é que não resistiu à procura e este sábado esgotou mesmo. O hambúrguer continuou a ser o eleito pelos mais novos, mas o espadarte com massa “al dente” rivalizou nestas escolhas.

Cinco toneladas de Espadarte servidas num festival que bateu records

Para o presidente da Câmara Municipal de Caminha, “esta é uma das iniciativas mais importantes do concelho de Caminha pelos proveitos que cria, pelo trabalho que dá, pelos empregos que mantém e pela valorização da marca Espadarte associada a Vila Praia de Âncora, não só nestas datas mas durante o ano inteiro”.

Miguel Alves acrescenta: “o Festival do Espadarte é um exemplo de organização e qualidade, uma referência quando se junta o melhor da iniciativa privada e do investimento público. É uma vitória do António Cunha e de toda a sua equipa mas é também uma vitória de toda a restauração, do turismo, do território, do concelho de Caminha”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here