Comissão de Honra da Romaria d’Agonia delegada nas duas figuras do cartaz anunciador de 1959

0

O presidente da Câmara Municipal de Viana do Castelo delegou a Presidência da Comissão de Honra das Festas d’Agonia nas duas figuras que constam do cartaz anunciador da romaria de 1959. Agostinho Melro e Rosa Rabeca seguem a tradição do autarca em delegar a função numa personalidade nacional e local como forma de homenagear a sua ligação a Viana do Castelo, contribuir para a preservação do seu património cultural, etnográfico e artístico e reconhecer uma classe profissional.

José Maria Costa tem tido como critério alternar entre uma personalidade de cariz mais local e uma personalidade de cariz nacional, recaindo este ano sobre o casal que figurava no cartaz anunciador da Romaria de Nossa Senhora d’Agonia, de 1959, e que marca a mudança dos cartazes ilustrados, para os cartazes com recurso a fotografia e modelos reais. Da autoria de Alberto Sousa, este cartaz usou uma fotografia de um conjunto de postais, do mesmo autor, editados entre 1955 e 1957.

Os dois modelos, elementos do Grupo Folclórico de Santa Marta de Portuzelo, foram escolhidos pelo fotógrafo Alberto Sousa, o qual tinha uma grande ligação a este grupo. Nascido a 27 de maio de 1935, Agostinho Mendes Pereira, mais conhecido por “Agostinho Melro”, entrou para o referido grupo no ano de 1955. Como nos descreve, foi nesta altura que o fotógrafo Alberto Sousa o escolheu a ele e à “Rosa Rabeca”, para serem fotografados para um conjunto de postais etnográficos. Recorda que para tal, Alberto Sousa ia pedir aos patrões que o dispensassem para as sessões fotográficas. Acrescentando alegremente que ficava todo contente, pois no trabalho ganhava 18 escudos ao dia, enquanto que nas sessões eram 80 escudos ao dia.

Lembra ainda que, para além da fotografia que serviu para o cartaz de 1959, na qual utilizou uma concertina apenas como adereço, tiraram uma com outra jovem do grupo, que bordava regionais enquanto apascentava uma ovelha e uma vitelina. Já ele era o namorado que chegava ao campo.

Por fim, “Agostinho Melro”, recorda como foi convidado em 1972 para tomar a seu cargo a posição de ensaiador do G.F. de Santa Marta de Portuzelo. Convite este, feito por um conjunto de amigos desta freguesia (Manuel de Samonde, Zé da Mena, António Souto, Eduardo Amorim, o “Janeiro”, Zé Baiona, Zé Borlido e o Abílio), após o término deste grupo, com o falecimento do Dr. Sousa Gomes.

Rosa de Jesus Dias da Silva, apelidada na sua freguesia por “Rosa Rabeca”, nasceu a 17 de março de 1935. Desde cedo demonstrou o gosto pelo folclore, pertencendo ao G.F. de Santa Marta de Portuzelo entre os 7 e os 22 anos. Recorda avidamente que foi ela quem ensinou o Sr.  Agostinho a dançar.

Conta-nos que o traje de Domingar que vemos no cartaz desse ano, foi encomendado pelo Dr. Sousa Gomes para a própria, tendo no cós as suas iniciais bordadas. Embora, como descreve, no ano em que a sua fotografia foi cartaz da Romaria de Nossa Senhora d’Agonia, já não fazia parte do grupo folclórico, uma vez que ao casar saiu deste, isto em outubro de 1957.

Mais tarde, e após o falecimento do Dr. Sousa Gomes, a esposa deste ilustre Santamartense quis oferecer-lhe o traje do cartaz. No entanto, D. Rosa preferiu que este fosse doado, com a restante coleção, ao Centro Paroquial de Santa Marta de Portuzelo.

Da fotografia de Alberto Sousa, utilizada posteriormente para o cartaz da romaria de 1959, recorda que o local escolhido foi a eira e espigueiro da casa, que atualmente alberga o centro paroquial desta freguesia.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here