Deficiência e Educação

0

Todos têm os mesmos direitos, independentemente das suas diferenças.

O que é Educação Inclusiva?

É a forma de educar todas as crianças e jovens em conjunto, nas mesmas escolas, sem as separar, independentemente das diferenças que apresentem.

É importante uma Educação Inclusiva?

Sim, é. Se todos têm direito a viver juntos, a usufruírem dos mesmos direitos e a abordar as oportunidades de vida em plano de igualdade, então é preciso que essa inclusão se inicie na escola. Se a escola não for inclusiva, dificilmente a sociedade o será, porque é a escola que educa os homens e mulheres que poderão transformar a sociedade.

Para quem é importante a Educação Inclusiva?

É importante para todos. A educação inclusiva é um contributo fundamental para que todos e todas aprendam a viver juntos e a respeitarem-se, independentemente das suas diferenças. A democracia é por si só inclusiva, pelo que também ela se reforça com a inclusão. Em suma, sejam ou não portadores de deficiência, tenham ou não dificuldades de aprendizagem originadas pelas mais diversas causas, todos ficam a ganhar com a Educação Inclusiva, pois a escola é também espaço de formação de cidadãos.

Em Portugal as escolas são inclusivas?

Basicamente sim, porque a segregação não é legalmente permitida e o Estado português assumiu diversos compromissos internacionais que o obrigam a respeitar e promover a inclusão na escola e na sociedade. Porém, por razões diversas, a escola portuguesa está longe de ser inclusiva.

O que falta para que as escolas portuguesas sejam inclusivas?

Melhores condições de trabalho para professores e alunos, bem como apoios que são fundamentais para que as diferenças que crianças e jovens apresentam possam ser anuladas ou, no mínimo, esbatidas.

Neste sentido, as turmas não deveriam ter tantos alunos. Os alunos com necessidades educativas especiais deveriam ter os apoios adequados. Por exemplo, humanos (professores de educação especial, terapeutas, psicólogos, assistentes sociais), físicos (edifícios adaptados, incluindo as salas de aula), materiais (ajudas complementares, como cadeiras de rodas, apontadores, computadores adaptados, entre outras) e financeiros (no âmbito de uma ação social escolar que deverá contemplar cada situação de acordo com a necessidade real)… também as famílias deverão ser apoiadas, quando necessário, através de mediadores ou assistentes sociais.

Em jeito de conclusão, o investimento na Educação e, em especial, na Escola Pública é essencial para que esta seja verdadeiramente inclusiva, o que significa democrática, de qualidade e para todos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here