Ecovia das Laranjas liga Ponte de Lima e Arcos de Valdevez

0
Ecovia das Laranjas liga Ponte de Lima e Arcos de Valdevez

Ecovia das Laranjas liga Ponte de Lima e Arcos de Valdevez. Ponte de Lima e Arcos de Valdevez tem uma nova ligação, fruto do projeto potenciado pelo Município Limiano, que consistiu na finalização da Rede de Ecovias do Lima, por meio da execução de um troço em falta, o novo troço da Ecovia das Laranjas.

Este novo circuito, de âmbito supramunicipal, tem uma extensão de 2,8km e liga o Cais da Garrida, em Refóios do Lima a Arcos de Valdevez.

Inaugurado no último sábado, este novo circuito pedonal e ciclável que se estende ao longo da margem direita do Rio Lima, atraiu várias dezenas de pessoas, para uma caminhada inaugural.

Nas palavras do presidente da Câmara Municipal de Ponte de Lima, Victor Mendes, “estamos a concretizar um objetivo que iniciamos há alguns anos, de ter uma malha de Ecovias ao longo das margens do Rio Lima, que também pudessem fazer a ligação com outras Ecovias que, entretanto, foram feitas nos concelhos vizinhos. Faltava-nos exatamente este troço para ligar ao concelho vizinho dos Arcos de Valdevez”.

Segundo o autarca, “são já mais de 60 km de Ecovias nas margens do rio Lima, dentro daquilo que tem sido uma estratégia de construção de um conjunto de trilhos e de percursos pedestres cuja extensão está próxima dos 200 km”.

Ecovia das Laranjas liga Ponte de Lima e Arcos de Valdevez

A Ecovia das Laranjas – 2.ª Fase, teve um investimento de cerca de 157 mil euros, tendo o financiamento da parte do Turismo de Portugal sido de quase 142 mil euros. Para Victor Mendes, este é “um investimento que terá efetivamente um retorno para a nossa economia e para aquilo que é a nossa estratégia de desenvolvimento”, “no fundo, conseguimos aproveitar um recurso que já existia, melhorá-lo, e colocá-lo ao serviço das nossas populações e acima de tudo ao serviço do turismo de qualidade.

Também Gabriela Fernandes, presidente da Junta de Refóios do Lima, partilha da mesma opinião, revelando que “há muito tempo que as casas de turismo pediam esta passagem, porque fazia a ligação de algumas destas habitações”. Este investimento irá “beneficiar muito o turismo”, notou. Nas suas palavras “com a abertura da Ecovia já se tem notado o aumento das pessoas que fazem caminhadas, não só da freguesia, mas de muitas outras pessoas que vinham até esta parte, e que hoje já seguem até ao limite do concelho.

Esta 2ª fase do projeto enquadra-se na Estratégia de Desenvolvimento Regional Alto Minho 2020, no âmbito da ação “Alto Minho com um Destino de Excelência Turística”, que prevê a criação de dinâmicas de ação no território, combinando recursos naturais, patrimoniais e culturais.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here