Faleceu o cantador ao desafio Zé Cachadinha

0
Faleceu o cantador ao desafio Zé Cachadinha

Faleceu o cantador ao desafio Zé Cachadinha. Zé Cachadinha, um dos mais carismáticos cantadores ao desafio do Alto Minho, morreu aos 66 anos de idade, vítima de doença prolongada.

Presença constante e animador nas muitas romarias da região, como as Feiras Novas de Ponte de Lima e romaria de S. João d’Arga em Caminha, Zé Cachadinha, percorreu Mundo e fez “escola” com os seus cantares ao desafio e tocar de concertina minhotos.

Natural de Bárrio, Ponte de Lima, Zé Cachadinha aprendeu a arte com o pai e já tinha atingido o meio século de carreira.

Zé Cachadinha era uma figura popular reconhecida entre os seus pares, mesmo por aqueles que atingiram estrelato como Quim Barreiros e Augusto Canário. “Os cantares ao desafio ficam mais pobres, com o passamento do Zé. A sua forma singular, castiça e brejeira de cantar fizeram dele um dos mitos dos cantares ao desafio”, comentou Augusto Canário (recentemente entrevistado pela Vale Mais (edição n.º67 de junho/julho)) na sua página de Facebook.

Ponte de Lima decreta Dia de Luto Municipal, no 12 de junho

“Com um sentimento de profunda tristeza e pesar recebemos a notícia da morte de Zé Cachadinha, um dos intérpretes maiores dos nossos cantares tradicionais. Natural da freguesia de Bárrio, Ponte de Lima, foi durante décadas um dos rostos mais emblemáticos das nossas seculares festas e tradições. Com o seu desaparecimento, a 10 de junho, Dia de Camões, de Portugal e das Comunidades Portuguesas, apaga-se também uma das vozes mais inconfundíveis e genuínas das cantigas ao desafio. O que já não se apaga é o seu contributo ímpar na valorização e perpetuação deste modo de cantar e tocar, que se tornou tão singular e típico do território que o viu nascer, mas que ele procurou levar até bem longe, projetando Ponte de Lima, o Minho e Portugal junto das Comunidades Portuguesas espalhadas pelo mundo” pode ler-se em nota de imprensa enviada.

Assim, “e face ao exposto, e atendendo ao modo como sempre soube prestigiar o nome da nossa Terra, manifestamos um voto de pesar pelo seu falecimento, declarando um dia de luto municipal, dia 12 de junho, em memória do Homem e Artista que foi o Sr. José da Silva Sousa (Zé Cachadinha), colocando-se a Bandeira de Ponte de Lima a meia haste” conclui a nota.

O corpo encontra-se câmara ardente na Capela de Nossa Senhora da Abadia, no Bárrio, saindo amanhã, quarta-feira, dia 12 de junho, para a Igreja Paroquial do Bárrio, realizando-se depois a Missa de Corpo Presente às 18h30, seguida do funeral.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here