JUVENTUDE SOCIALISTA DO ALTO MINHO, QUEM SOMOS, O QUE FAZEMOS

0

O que é afinal “a política”?

A Juventude Socialista é uma organização partidária de juventude que luta pela defesa do Socialismo Democrático e da República. Como o próprio nome indica o nosso trabalho incide sobretudo sob jovens, temos militantes entre os 14 e os 30 anos.

Desde a nossa fundação que vemos na liberdade, igualdade e fraternidade os nossos pilares, e é a eles que somos fiéis porque representam uma grande parte da nossa luta. Mas sabemos que esta “luta” não é apenas nossa, todos os cidadãos no seu dia a dia, se deparam com situações em que muitas vezes sem se aperceberam, lutam pela liberdade, igualdade e fraternidade. Acreditamos que estes são valores que tornam a sociedade mais igual e justa.

No Alto Minho, a Juventude Socialista desapareceu por alguns longos anos, no entanto há cerca de seis anos foi reativada e tem vindo a desenvolver um trabalho de grande dedicação na defesa deste que é o nosso território. Neste momento decorre o quarto mandato desde a reativação, reativação esta que aconteceu com Nuno Silva, natural de Vila Nova de Cerveira à frente da estrutura, tendo sido substituído pelo camarada Óscar Silva de Valença e de seguida pelo camarada Tiago Martins de Viana do Castelo. As últimas eleições realizaram-se em dezembro último, tendo sido eleita Carlota Borges natural de Viana do Castelo para ocupar o cargo nos próximos dois anos.

Estes últimos anos tem sido de grande esforço e exigência para todos os portugueses, atribuem-se todas as culpas à política, aos políticos, no Alto-Minho não é diferente. Cada vez se descredibiliza mais a política, e o maior erro está na atribuição à política de um significado apenas partidário, o que não é de todo justo.

No seu significado mais profundo, fazer política não é trabalhar para ganhar eleições. Na Juventude Socialista do Alto Minho, tentamos dia após dia demonstrar que a política tem um significado muito mais amplo do que aquele que lhe é atribuído por desconhecimento ou apenas só porque sim. Para nós fazer política é ir muito mais além do que trabalhar para ganhar eleições, ideia errada que se tem vindo a expandir pela população ao longo dos anos.

Fazer política é debater, é propor ideias, é lutar pela diminuição das desigualdades, é ajudar aqueles que mais precisam. Fazer política é lutar pelo crescimento do Alto-Minho, é ajudar na informação e formação cívica dos mais jovens.

Na Juventude Socialista do Alto Minho, felizmente temos exemplos muito concretos daquilo que aos nossos olhos é fazer política. O Alto Minho é composto por 10 Concelhos, temos em sete deles a Juventude Socialista ativa, e nos outros três a um pequeno passo de o estar. Nestes sete Concelhos (Viana do Castelo, Caminha, Cerveira, Arcos de Valdevez, Monção, Ponte da Barca e Valença), estas concelhias desenvolvem atividades tão diversificadas como recolhas de roupa e alimentos, debates, tertúlias, visitas a juntas de freguesia e câmaras municipais, jantares de convívio, acampamentos, visitas a lares e escolas, reuniões com associações e empresas, propostas na assembleia municipal e de freguesia, sessões de formação sobre os mais diversos temas…

E isto sim, isto para nós é fazer política. Porque em cada recolha de alimentos se ajuda pelo menos uma pessoa, em cada debate se retira pelo menos uma ideia para o futuro, em cada reunião se retira pelo menos uma aprendizagem, em cada assembleia se propõe pelo menos uma ideia. E esta é a política que queremos, esta continuará a ser a nossa luta, luta que tem como grande objetivo o desenvolvimento sustentável do NOSSO ALTO MINHO!

Carlota Borges // Presidente da Federação da JS Alto Minho

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here