Leituras Outonais

0
Leituras Outonais

O regresso dos furacões pré-anuncia a chegada do Outono. Aqui pelo Alto Minho as temperaturas mantêm-se elevadas para a época, com temperaturas superiores a 30 graus.

7Contudo, as rotinas do dia-a-dia denotam já os regressos à escola e ao trabalho, que sempre caracterizam o mês de setembro imbuído de uma ténue melancolia.

(Permitam-me um à-parte, os sportinguistas deram uma lição de civismo e de amor à instituição, tendo ido votar em massa para escolher o novo Presidente. Agora, é aguardar que a normalidade permita o ressurgimento da glória que já alcançou.).

Do Verão, trago comigo a réstia de leitura, por entre nortadas e a canícula cada vez mais acentuada por via das alterações climáticas.

Depois do sucesso alcançado com “O Deus das Pequenas Coisas”, vencedor do Booker Prize, a escritora indiana Arundhati Roy regressa, 20 anos volvidos, com um novo romance intitulado “O Ministério da Felicidade Suprema”.

Quem, como eu, leu deslumbrada o seu primeiro livro, sabe que é preciso mergulhar devagar na sua escrita e estrutura narrativa. Desta feita, narra-se uma estória de sobrevivência no sub-mundo dos excluídos, tendo como pano de fundo um país dominado por antigos modelos de estratificação social.

Como sempre vinco ao meu filho, um livro é, mais do que tudo, uma companhia. De todas as artes, a grande Literatura é aquela que tem o condão de encenar e aprofundar os complexos e contraditórios meandros da natureza humana, por onde perpassam os mais elevados e mesquinhos sentimentos.

À minha volta, a natureza mostra-se abundante em frutos: nozes, figos, abóboras, uvas, espigas, castanhas (brevemente) preparando-nos para a estação seguinte, mais desnudada.

Eu gosto da brisa, dos odores e das cores do Outono, já o revelei noutras ocasiões. As vilas e as aldeias ganham por esta altura uma beleza madura, muito peculiar. Passear ao acaso, deixando-se tocar pela magia da paisagem, é uma excelente opção, com que termino mais esta minha crónica.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here