Ligação à A3 e alargamento das zonas industriais entre as prioridades do orçamento de Paredes de Coura

0
Ligação à A3 e alargamento das zonas industriais entre as prioridades do orçamento de Paredes de Coura

São 16M€ o Orçamento de Paredes de Coura para 2020. O maior Orçamento desde 2013 e que tem como objetivos principais o alargamento e requalificação da Zona Industrial de Formariz, orçado em 2M€, e a ligação da autoestrada A3, no nó de Sapardos, ao Parque Industrial de Formariz, no valor de 9,5M€.

Após um Orçamento de 2019 cuja taxa de execução orçamental foi de 96% , “fruto de um planeamento com grande rigor, acompanhado de gestão socialmente responsável”, o Município de Paredes de Coura liderado por Vítor Paulo Pereira cria agora “condições únicas para um investimento que tem como grande preocupação a criação de emprego”.

“Em Paredes de Coura acreditamos e sabemos que o emprego é o principal fator de fixação de pessoas no território”, sustenta o presidente, para quem “não é possível estabilidade e coesão social fora de um quadro de investimento e criação de emprego. Pode parecer materialismo, mas a felicidade não é possível fora de um quadro de otimismo, onde o investimento e o emprego tem lugar especial”, sublinhou.

Vítor Paulo Pereira insiste que “Coura é emprego. Este é o caminho que estamos a andar. A andar não, a correr”, enfatizou, realçando os propósitos para o Novo Ano: “em 2020 continuaremos a correr. A correr pelo emprego”, recuperando ainda que “a taxa de execução orçamental de 96% em 2019 mostra verdade, trabalho. Muito trabalho e respeito pelas pessoas e democracia”, salientou.

Recorde-se que com a nova ligação de Paredes de Coura à autoestrada A3, cuja execução arranca muito em breve, uma nova dinâmica trará para este concelho no coração do Alto Minho: “com a nova ligação os novos projetos turísticos ganharão uma nova racionalidade e será mais fácil a sua concretização.

As zonas industriais obterão uma maior competitividade e será possível uma maior diversidade de investimentos”, garante Vítor Paulo Pereira, recordando que os últimos orçamentos trouxeram “um período extraordinário de crescimento industrial que criou emprego, que gerou riqueza e que permitiu criar estabilidade financeira para as famílias.

Simultaneamente recuperámos infraestruturas educativas, culturais e desportivas que tiveram uma grande influência na melhoria das condições de vida dos courenses. Apostámos em projetos estratégicos para o concelho ao mesmo tempo que requalificámos grande parte da rede viária municipal. Investimos progressivamente na cultura, na educação, na floresta e na preservação da paisagem.

Apoiamos empresários, pequenos produtores e os seus negócios. Ninguém ficou para trás”, concluiu. 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here