MELGAÇO EM FESTA COM O ALVARINHO E FUMEIRO

MELGAÇO

0

A XVIII Festa do Alvarinho e do Fumeiro arrancou ontem, 28 de Abril, em Melgaço. E, até ao dia 30, conta com 32 produtores de alvarinho, da sub-região de Monção e Melgaço, 16 de fumeiro e produtos locais e 6 tasquinhas. Regista ainda a presença de 15 associações e instituições que mostram o que de melhor de faz no artesanato local.

O secretário de Estado da Agricultura e Alimentação, Luís Medeiros Vieira, presidiu à inauguração oficial.

Na ocasião, este deu conta de que, a região dos vinhos verdes tem revelado “uma grande dinâmica. Em 2016, as exportações do vinho verde ultrapassaram os 60 milhões de euros”. Os valores têm crescido muito para além de outros tipos de vinho “o que mostra claramente o reconhecimento que o vinho verde tem lá fora, em particular o vinho Alvarinho”.

Já o presidente da Câmara Municipal de Melgaço, Manoel Batista, considerou o evento “”um acontecimento que afirma Melgaço e que se afirma cada vez mais como um momento único ao longo do ano no que toca a momentos de raiz vínica e de produtos locais”.

A par da Festa do Alvarinho, o edil garantiu que a autarquia continuará também a apostar no Alvarinho Wine Fest, em Lisboa (este ano sem a presença de Monção), e na Festa do Espumante, na vila de Inês Negra.

Conforme refere a autarquia melgacense, a Festa do Alvarinho e do Fumeiro – a que já nos referimos na edição impressa da VALE MAIS deste mês e, aqui, na versão online, no último dia 14 –  é uma festa tradicional que tem evoluído ao longo dos anos, sem nunca perder a sua identidade e sempre focada na promoção e valorização da região e das suas principais características. Durante três dias assiste-se a uma mostra dos produtos locais ao Minho, a Portugal e ao mundo: todos os anos são muitos (e cada vez mais) os que de Portugal, e não só, se deslocam ao Município mais a Norte de Portugal para participar neste certame de renome, um evento incontornável na rota das festas gastronómicas do país. Dos vinhos alvarinhos, ao fumeiro e ao artesanato, passando pelo turismo e pela gastronomia, a Festa do Alvarinho e do Fumeiro reúne as características populares que estiveram na sua origem e a evolução natural assinalada ao longo dos anos”, diz fonte da Câmara Municipal de Melgaço.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here