“Não passa de uma vitória do tamanho da nossa simplicidade e humildade”

0

Decorreu ontem, quinta-feira dia 12, no auditório da Câmara Municipal de Paredes de Coura, a primeira tomada de posse, no distrito de Viana do Castelo.

Vítor Paulo Pereira que arrecadou uma vitória avassaladora conquistou os cinco lugares da autarquia. Numa cerimónia que contou com sala cheia, Vítor Paulo, visivelmente contente, começou por dizer, no seu discurso, que venceu as eleições com um resultado histórico mas que isso nada muda as suas vidas. “Não passa de uma vitória to tamanho da nossa simplicidade e humildade”, afirmou.

Continuou, explicando que: “sabemos que estamos aqui de passagem, mas enquanto cá estivermos seremos fiéis a esta esperança que todos os dias dá mais felicidade e orgulho às gentes de Paredes de Coura”.

O edil courense assegurou que não alinha em “política de karaoke” porque isso já não convence ninguém. Para Vítor Paulo o futuro dos territórios não dependerá da proximidade ao centro geográfico político, mas sim da sua capacidade de criar, inovar e sobretudo na capacidade de trilhar caminhos no desenvolvimento económico.

De uma forma realista, afirmou que não vai conseguir mudar, de imediato, a curva demográfica, porque “para isso era necessário mudar a curva mental dos tempos de hoje” e por isso, tem é de criar emprego para os jovens, e apostar na educação e cultura, e depois ter coragem para ter uma terra criativa e aberta ao mundo”. “Não passamos a vida a queixarmo-nos de Lisboa, nem estamos à espera que eles resolvem os nossos problemas. Isso representa servidão e resignação e nós preferimos criar. A isso chama-se “nova centralidade” .

“Esta “nova centralidade” terá mais sentido se a anunciada transferência de competências para as autarquias for real. E com este governo isso é um exemplo”.

Terminou asseverando que Paredes de Coura quer ser diferente. “ Sem arrogância, posso garantir que vamos prosseguir com a afirmação de Coura no país. Vamos ser um concelho único, mais sonhador, mais feliz e mais próspero.  Coura é hoje uma terra sem paredes, aberta ao mundo e com futuro”.

Vítor Paulo

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here