Paredes de Coura recebe congresso de meteorologia e alterações climáticas

0
As alterações climáticas em Portugal

A “Meteorologia no Noroeste Peninsular” bem como as “Alterações climáticas no Noroeste peninsular – Passado, presente e cenários futuros” merecem particular atenção no 2º Congresso Transfronteiriço de Meteorologia e Alterações Climáticas, que sábado, 16 de novembro, reúne em Paredes de Coura alguns dos maiores especialistas da matéria de um e do outro lado da fronteira.

Promovido pelo Município de Paredes de Coura em pareceria com o Agrupamento de Escolas de Freixo, MeteoFreixo e Cenfipe-Centro de Formação e Inovação dos Profissionais de Educação/Escolas do Alto Lima e Paredes de Coura, este 2º Congresso Transfronteiriço de Meteorologia e Alterações Climáticas tem como propósito reunir diferentes especialistas, de Portugal e Galiza, abordando esta temática em diferentes perspetivas da didática (educação), tecnologia, riscos/proteção civil, arquitetura sustentável, paleoclimas, modelos de previsão e sustentabilidade energética.

Assim, os 120 participantes deste congresso terão pela frente amplos espaços de discussão, divididos em dois painéis, sendo o da manhã mais técnico e dedicado à meteorologia, enquanto que o da tarde será mais abrangente e dedicado às alterações climáticas, impactos e exemplos de resiliência na Euroregião Norte de Portugal/Galiza.

No que toca a principais intervenientes, pelo Centro Cultural de Paredes de Coura vai passar o professor Xacobo de Toro, premiado no ano passado como o quinto melhor professor de ensino público de Espanha, referenciado pela sua inovação pedagógica. A videocriação, a gamificacão, o vídeo interativo através da plataforma Edpuzzle e o clube de ciências são algumas das estratégias na abordagem da meteorologia no meio escolar e que neste congresso o professor Xacobo de Toro vem partilhar.

De destacar também a presença do professor catedrático Luciano Lourenço, da Universidade de Coimbra, reconhecido como o maior investigador de riscos naturais de Portugal. Luciano Lourenço irá apresentar as áreas de risco mais vulneráveis do Norte de Portugal e os seus impactos no meio. Também o professor e geólogo Diamantino Pereira, da Universidade do Minho, vem apresentar os testemunhos geológicos que comprovam os diferentes climas do passado que tivemos no norte de Portugal.

Para além destes reconhecidos especialistas, o 2º Congresso Transfronteiriço de Meteorologia e Alterações Climáticas também tem a presença de ambientalistas, com destaque para a arquiteta Aline Guerreiro, dirigente da Quercus–Associação Nacional de Conservação da Natureza e com trabalho no âmbito da eficiência energética de edifícios.

Paralelamente às comunicações, também serão apresentados dois projetos escolares de clubes de meteorologia. Um deles é o “MeteoFreixo”, do Agrupamento de Escolas de Freixo, com um grupo de alunos a apresentar a criação de nova função de cálculo de risco de incêndio e geada. O outro trabalho de sucesso é o “Meteo Escolas”, de Vigo, premiado pelos serviços meteorológicos galegos como o melhor projeto escolar.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here