Paredes de Coura volta a “Realizar Poesia”

0

O mês de abril em Paredes de Coura já não passa sem o REALIZAR:poesia. Ao longo de quatro dias, entre 25 e 28, Coura preenche-se com palavras sábias, palavras inspiradoras, que percorrem espaços como o edifício da Câmara Municipal, a Biblioteca Aquilino Ribeiro, o Quartel das Artes, as Caixa da Música e dos Brinquedos, mas também a rua, praças, cantos e recantos desta  vila no coração do Alto Minho, para que todos, mesmo todos, desfrutem de tão importante partilha de cultura e conhecimento.

Promovido pelo Município de Paredes Coura, é precisamente na tarde de 25 de abril, essa data histórica que tanto nos diz, que se abre esta 4ª edição do REALIZAR:poesia. “Sobre a Liberdade” é o mote da conversa inaugural. Mário Moutinho, José Milhazes e Carlos Lage, entre outros, abrem o tema ao debate, com moderação da jornalista Carla Carvalho e apontamentos musicais de Blandino. José-Alberto Marques, figura histórica do nosso concretismo literário, assume a performance poética que fecha a mesa. À noite revisitamos o evento de 2018 com visionamento do documentário de Paulo Pinto.

Na sexta-feira, a 26, depois da passagem matinal do REALIZAR:poesia pelas escolas do concelho, escutamos novo debate, desta vez sobre a palavra e a imagem em âmbito teatral. Marta Bernardes dirige a conversa onde intervêm André E. Teodósio, João Pedro Vaz e Pedro Sobrado. Levados pelo violinista José Valente viajaremos nas palavras de Ana Hatherly e “Serpente Infinita”. Fora de horas: a memória de Joaquim Castro Caldas, por via dos 30 anos das ‘Segundas de Poesia’ do Pinguim Café. Sobem a Coura os seus habitués, com Rui Spranger aos comandos.

Sábado, 27 de março, acorda com a popular distribuição de poesia pelas ruas da vila, dita a plenos pulmões pelo Teatro Amador Courense. Com a presença dos cineastas Abi Feijó, Alexandra Ramires (Xã) e Regina Pessoa, o REALIZAR:poesia apresenta uma sessão especial de curtas de animação no Quartel das Artes. Serão exibidos 6 filmes nacionais e internacionais, numa proposta da Casa da Animação. Pelo fim de tarde “ainda não acabei” é o mote para a conversa. Em torno da “vida nova” Manel Cruz com Raquel Marinho. A noite acolhe a apresentação do resultado do Laboratório de Fotografia Viagens Na Minha Terra ministrado por Augusto Brázio e Nelson d’Aires. Estendido ao longo do mês de março, esta masterclass propôs uma visão nova sobre um dos ex-líbris de Coura, a nossa paisagem. Fora de horas, Artaud vai motivar a descida ao subterrâneo courense. Em estreia absoluta o ator Nuno Pinto leva-nos a submergir no Teatro da Crueldade.

música + curtas + teatro + pregões + fotografia + livros

Mais uma vez, ao longo desta edição do REALIZAR:poesia os livros são protagonistas: “A Arte da Fuga” de André Tecedeiro, do catálogo da Do Lado Esquerdo; com tradução de Adolfo Luxúria Canibal, pela Livraria Snob, é apresentado “33 POESIAS-VLADIMIR MAIAKVOSKI”;  da FLOP chega “Para acabar de vez com o juízo de Deus e outros textos finais (1946-1948)” de Antonin Artaud, em tradução de Pedro Eiras; pela Abysmo, “O Espólio do Sr. Maomé” é o mais recente livro de José-Alberto Marques; “Pequeno Roteiro Cego” de Levi Condinho é apresentado por Miguel Martins; e a “Obra Poética” de Georg Trakl  numa tradução de António de Castro Caeiro.

Domingo, derradeiro dia do REALIZAR:poesia, inaugura-se em Coura com o Trilho Poético. A abrir esta promenade matinal dá-se voz a “Paredes de Coura, essa mulher!” de Maria José Fontelo Carranca. De seguida percorrer-se-ão os lugares de Coura, na companhia da poesia dita por João Rios, Rui Spranger, entre outros. A selar este evento, Manuel Freire apresenta-se em concerto único para o REALIZAR:poesia. Será acompanhado por João Paulo Esteves da Silva, piano, Diogo Alexis, contrabaixo, e Samuel Dias, bateria. Neste recital é apresentada uma escolha de canções de Manuel Freire, varrendo o tempo, desde as mais antigas às mais recentes, com especial incidência na poesia de Vitorino Nemésio e José Saramago. Teremos a participação especial das jovens vozes femininas do coro Coura Voce a dar a intensidade merecida a este momento da festa.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here