Rio Minho reúne especialistas para encontrar mecanismos de financiamento para a Estratégia 2030

0
AECT Rio Minho com dois projetos aprovados para impulsionar a cooperação transfronteiriça

O concelho de Tomiño, fronteiriço ao rio Minho e a V. N. Cerveira, acolhe, na próxima 2ª e 3ªfeira, dias 18 e 19 de novembro, um encontro de administrações públicas estatais e regionais de Espanha e Portugal, especialistas em financiamento europeu e representantes das entidades locais do território minhoto, com o propósito de estudar o futuro financiamento da Estratégia Rio Minho Transfronteiriço 2030, no âmbito do novo quadro financeiro europeu. Estas jornadas são organizadas conjuntamente pela Deputación de Pontevedra e o Grupo Ante da Universidade de Santiago de Compostela, em colaboração com o Concello de Tomiño e o AECT Rio Minho.

O encontro servirá para aprofundar a proposta de elaboração de um mecanismo inovador da União Europeia ainda pouco conhecido na Galiza, mas já implementado com êxito noutros territórios: a Intervenção Territorial Integrada(ITI). Trata-se de um instrumento específico que poderia financiar o Plano de Ação da Estratégia Rio Minho Transfronteiriço 2030, dado o seu carácter integrador dos diferentes instrumentos de financiamento, tanto europeu, como estatal e regional.

Neste sentido, e para conhecer o funcionamento das ITI e as suas possibilidades, a organização destas jornadas conta com a presença de representante do único exemplo de ITI transfronteiriço da União Europeia, de Gorizia/Nova Gorica/ Sempeter-Vrtojba (Itália e Eslovénia), além de outros exemplos como a ITI portuguesa do Alto Minho e as implementadas em Aragón, Andalucía e Castilla la Mancha, em território espanhol.

Do programa para os dois dias, está prevista a presença de especialistas em financiamento europeu como o Secretario Geral da Asociación de Rexións Fronteirizas Europeas (ARFE), Martín Guillermo; o coordenador da ARFE Global Initiative, José María Cruz; o consultor para a Dirección Xeral de Política Rexional e Urbana da Comisión Europea (DG Regio), Jonatan Paton; representantes do Ministerio de Hacienda e da Consellería de Facenda da Xunta de Galicia; da Comissão de Coordenação de Desenvolvimento Regional do Norte de Portugal e do AECT Galicia – Norte de Portugal.

Também já confirmaram presença em Tomiño os principais atores locais do território; as três Eurocidades do Rio Minho (Valença-Tui, Cerveira-Tomiño e Monção-Salvaterra), e ainda as Eurocidades do Guadiana, de Badajoz – Elvas e de Chaves-Verín, todos com o objetivo de estudar conjuntamente os mecanismos de financiamento das ações incluídas no documento estratégico galego-português.

De sublinhar que, após a aprovação da Estratégia Rio Minho Transfronteiriço 2030 no Conselho Consultivo celebrado em Valença no passado mês de abril, o documento foi apresentado ainda em 2019 às diversas instâncias dos governos espanhol e português, no 9º Encontro Anual da Plataforma de AECTs de Palma de Mallorca, e à DGRegio, em Bruxelas, durante a Semana Europeia das Regiões e das Cidades, obtendo uma receção muito positiva por parte de todas as entidades.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here