Secretário de Estado da Juventude e Desporto presidiu às comemorações do Dia de Ponte de Lima

0

Ponte de Lima comemorou 894 anos da elevação a Vila. A celebração aconteceu a 4 de Março, data que assinala a efeméride da entrega do Foral pela Rainha D. Teresa a Ponte de Lima, no ano de 1125.

Como forma de manter viva a cultura e a história limiana, o programa oficial incluiu um conjunto de cerimónias que culminaram com a sessão solene, no Auditório Municipal, presidida pelo Secretário de Estado da Juventude e Desporto, Dr. João Paulo Rebelo.

A abertura da exposição sobre o Caminho Português de Santiago, intitulada “Caminhos: O Caminho em Tempo de Camélias”, patente na Torre da Cadeia Velha, até 31 de março, marcou o arranque do programa, seguindo-se a deposição de uma Coroa de Flores junto à estátua da Rainha D. Teresa, “um gesto nobre e belo em relação a alguém que Fez vila o Lugar de Ponte”.

O dia festivo continuou com a inauguração das obras de requalificação do Estádio Municipal do Cruzeiro, na presença do Secretário de Estado da Juventude e do Desporto, Dr. João Paulo Rebelo.

A intervenção resultou na requalificação da “casa dos limianos”, cujo investimento da parte do Município rondou os 650,000€, tendo como objetivo “proporcionar melhores condições desportivas aos atletas que usufruem deste equipamento”.

Neste contexto, o Presidente da Câmara Municipal de Ponte de Lima, Eng.º Victor Mendes, considerou que “Este Dia, como momento agregador de toda a comunidade, deve constituir igualmente um data importante para o movimento associativo. A força, a energia, a vida de uma comunidade mede-se também pelo dinamismo das suas associações.” A intervenção reflete a aposta do Município no desporto, através da construção de equipamentos e infraestruturas, que tem procurado estender por todo o território concelhio.

A sessão solene do Dia de Ponte de Lima realizou-se no Auditório Municipal, durante a qual foi apresentado o livro Os Carecas de Ponte do Lima. Obra inédita de António Feijó em Livro: com Coordenação, Revisão e Notas de João Gomes d’Abreu. Os Carecas de Ponte do Lima, é o reflexo de uma brincadeira de António Feijó, com ecos ainda muito sonantes passados quase 140 anos, e constitui a fixação de uma narrativa que já faz parte do nosso Património Cultural Imaterial.

No discurso oficial do Dia de Ponte de Lima, o presidente da Câmara Municipal de Ponte de Lima, lembrou que (..)  “no nosso concelho, a Área Desportiva Útil já superou os 5 metros quadrados por habitante. É um número que nos enche de satisfação, tanto mais que, relativamente a este indicador de desenvolvimento, os 4 metros quadrados já são considerados um valor excelente pelo Conselho da Europa e pelo Conselho Internacional da Educação Física e do Desporto da UNESCO.

Segundo dados de 2017 do Instituto Nacional de Estatística, a Despesa do Município de Ponte de Lima (Despesa Corrente + Investimentos) com atividades e equipamentos desportivos foi de 2,4 Milhões de Euros.

Isto corresponde a uma despesa de 54,6€ por cada habitante, superior às verificadas no conjunto do NUT III (que foi de 50,8€), do NUT II (que foi de 34,4€) e do país (que foi de 28,8€).”

Assim, disse o autarca, “Neste Dia, agradecemos o trabalho gigantesco que é feito nos clubes e louvamos também o esforço, empenho e a dedicação de todos os voluntários, mulheres e homens que dão tanto de si a favor do bem-estar e da felicidade de outros concidadãos.

Damos os parabéns aos atletas e aos técnicos pelos sucessos alcançados na competição e também na formação das várias modalidades desportivas que se praticam aqui em Ponte de Lima, e que são muitas.”

Por sua vez o Secretário de Estado da Juventude e Desporto, Dr. João Paulo Rebelo, manifestou o seu agrado, pelo Município de Ponte de Lima ter escolhido “falar de juventude e de desporto no seu Dia mais importante”, e elogiou a autarquia pela “aposta no desporto e na formação de jovens”. Aquele responsável elegeu a palavra “participação” para dizer que é “imprescindível que os jovens militem na construção da nossa sociedade.”

Musicalmente a cerimónia solene do Dia de Ponte de Lima contou com a atuação do Still Life trio. Projeto musical sediado em Barcelona, nasce da fusão do violino e da voz. João Silva, natural de Ponte de Lima, de Freixo, onde nasceu e do Mato, onde os seus pais possuem residência), no violino e Margherita Abita (Itália), na voz, voam sobre melodias e loops criados em tempo real, proporcionando uma atmosfera mágica e magnética. Junta-se Claudio Marrero (Espanha), no saxofone e teclados, para a formação em trio, contribuindo com cores desiguais para a atmosfera existente. A influência do Jazz, World Music e Pop Music resulta em músicas originais, fundindo esses estilos com as raízes dos músicos.

Still Life Trio regressam a Ponte de Lima, para um concerto no Teatro Diogo Bernardes, a 6 de Abril, desta vez com 7 músicos em palco. Serão acompanhados por um quarteto de cordas, composto por dois violinos, viola e violoncelo, proporcionando uma magnitude e equilíbrio de elegância para a música de Still Life.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here