Sete municípios do Alto Minho formalizam parceria para gerir Água

0

Foi assinado, esta manhã, em Viana do Castelo, o Contrato de Parceria para a criação da empresa pública Águas do Alto Minho, para gestão dos sistemas de água e saneamento nos concelhos de Viana do Castelo, Ponte de Lima, Arcos de Valdevez, Caminha, Valença, Vila Nova de Cerveira e Paredes de Coura. Monção, Melgaço e Ponte da Barca não quiseram aderir.

Esta Parceria Pública acontecerá nos próximos meses e terá impacto nos serviços de cada autarquia e no tarifário do sistema. Serão criadas lojas especializadas na região e introduzidas novas metodologias de controlo, passando o pagamento dos serviços, reparações e investimentos a ser efetuadas pela nova empresa Águas do Alto Minho.

A nova parceria tem como objetivo articular competências entre sistemas, promover uma maior eficácia através da redução das perdas de rede, garantir a qualidade da água e possibilitar o investimento de 75 milhões de euros nos próximos cinco anos, no conjunto dos sete Municípios aderentes. Com o Contrato de Parceria, foi também firmado um Protocolo entre as partes que permitirá organizar uma candidatura conjunta a fundos comunitário, no âmbito do POSEUR – Ciclo Urbano da Água, até ao término do mês de fevereiro.

Quem esteve presente nesta cerimónia foi o Ministro do Ambiente, João Pedro Matos Fernandes, acompanhados presidentes dos sete municípios.

Com este projeto a água ficará mais cara em seis destes municípios visto que a tarifa referência a ser aplicada é a referente a Viana do Castelo, que já possuía o valor mais elevado.

A empresa da Águas do Alto Minho será detida em 51% pela Águas de Portugal (AdP) e, em 49%, pelos sete municípios aderentes.

LEIA A REPORTAGEM COMPLETA, COM AS DECLARAÇÕES DE TODOS OS INTERVENIENTES, NA PRÓXIMA EDIÇÃO IMPRESSA DA REVISTA VALE MAIS.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here