Startup de Braga é destaque no New York Post devido a jogo didático sobre Covid-19

0

Vacine o mundo com o APP VRS Fight Club

A startup portuguesa, de tecnologia educacional, Magikbee, foi destaque internacional depois do prestigiado jornal americano, New York Post, realçar a aplicação (jogo) que foi desenvolvida por esta startup e que permite aos jogadores viajar pelo mundo e combater a disseminação do COVID-19. Trata-se da primeira aplicação (jogo) a ser desenvolvida sobre a pandemia Covid-19.

Hugo Ribeiro é o CEO desta startup (Magikbee), sediada em Braga, e que tem o valenciano João Vieira Aguiar com um dos seus gestores. João Aguiar é o Gestor de Produtos desta empresa e um dos responsáveis pelo desenvolvimento desta APP, que pode ser descarregada, gratuitamente.

A empresa da comunidade da Startup Braga, criou este jogo sobre o Coronavirus que pretende ensinar, de forma divertida e acessível a todos, algumas boas práticas preconizadas pela Organização Mundial de Saúde (OMS). O jogo chama-se ‘Virus Fight Club’ e foi desenhado para todas as idades.

Chamado “Virus Fight Club”, o jogo está atualmente disponível gratuitamente no iPhone e Android , com uma versão do navegador em breve. Não possui compras no aplicativo e está disponível em 10 idiomas.

O objetivo, segundo a empresa, é recolher o maior número possível de vacinas, sendo, para tal, necessário percorrer várias cidades. Durante o percurso, o jogador tem de evitar situações passíveis de contágio. O maior desafio é evitar situações de risco como pessoas a espirrar, tossir e grupos, entre outros obstáculos. A lavagem frequente das mãos protege o jogador das ameaças que, durante o percurso, pode também recolher máscaras para posteriormente entregar a pessoas infetadas, garantindo assim a sua proteção.

“À medida que a crise do Coronavírus se agrava, educar o público e, principalmente, as crianças é essencial para minimizar situações de contágio e evitar o pânico”. Numa altura em que as pessoas se sentem impotentes em relação à pandemia, o jogo permite-lhes criar uma espécie de “mundo paralelo, no qual todos podemos salvar o mundo”, explica Hugo Ribeiro, CEO da Magikbee.

O responsável pela startup bracarense sublinha que a missão da Magikbee é a de “criar produtos que passem mensagens educativas, mas de uma forma divertida. “Não podíamos deixar de dar o nosso contributo para esta causa e ajudar a que as recomendações importantes da OMS sejam absorvidas, sem dramatizar, mas utilizando um formato mais atractivo, divertido, logo mais próximo das gerações mais novas”, acrescenta Hugo Ribeiro.

O ‘Virus Fight Club’ está disponível nas principais línguas mundiais: Inglês, Chinês, Espanhol, Árabe, Russo, Japonês, Francês, Italiano, Alemão, Português e pode ser descarregado e utilizado de forma gratuita.

Está disponível para smartphones e tablets nas principais lojas de aplicações – iOS App Store, Google Play e Amazon App Store e em breve, estará também disponível para computador em www.virusfightclub.com.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here