Valença, Tui, Monção e Salvaterra criam circuitos turísticos navegáveis no Rio Minho

0
Valença, Tui, Monção e Salvaterra criam circuitos turísticos navegáveis no Rio Minho

Foi apresentado esta manhã, no Museu do Alvarinho, em Monção, o projeto ‘Rio Minho: Um destino navegável’ que engloba quatro (4) planos de atividade com destaque para o melhoramento das condições de navegabilidade do rio Minho, especialmente no espaço entre a ponte internacional de Valença-Tui e a ponte internacional de Monção-Salvaterra, para numa segunda fase, serem criados circuitos turísticos navegáveis, onde o navio constitua o principal meio de transporte.

Estes quatro concelhos (Valença, Tui, Monção e Salvaterra) pretendem, assim, cimentar ainda mais, as relações entre eles.

O objetivo deste projeto é criar um crescimento sustentável através da cooperação transfronteiriça para prevenção de riscos e melhoria da gestão de recursos naturais tendo como prioridade a conservação, proteção, promoção e desenvolvimento do património natural e cultural, preservando e protegendo o meio ambiente ao mesmo tempo que se promover a eficiência dos recursos.

Como resultado de um trabalho de proximidade e cooperação transfronteiriça entre instituições locais e regionais com competências em desenvolvimento local, promoção do turismo e conservação da natureza, o projeto visa melhorar a navegabilidade do rio Mino internacional lançando uma gestão partilhada da rede Natura 2000 do Bajo Miño / Rio Minho aproveitando a existência de um património cultural e natural de alto interesse turístico associado à especificidade da fronteira, transformando esse potencial turístico em uma vantagem competitiva em relação a outros destinos.

Assim sendo prevê-se que estas ações permitam o posicionamento do rio Minho através das fronteiras, como destino turístico único e diferenciador. O projeto também aumentará a conexão entre a população as áreas ribeirinhas e os ecossistemas associados e consciencializando a população local sobre a necessidade da sua conservação e recuperação.

Valença, Tui, Monção e Salvaterra criam circuitos turísticos navegáveis no Rio Minho

Conheça os planos de atividade

MELHORIA DA NAVEGABILIDADE DO MINHO RIO

Esta atividade visa adaptar e melhorar as atuais condições de navegabilidade do rio Minho, especialmente no espaço entre a ponte internacional de Valença-Tui e a ponte internacional de Monção-Salvaterra, num total de 16 km, com o objetivo de criar as condições ideais para o pleno desenvolvimento das atividades náuticas de lazer e turismo no rio Minho.

Pretende-se lançar uma série de ações que permitirão, numa segunda fase, a criação de circuitos turísticos navegáveis, onde o navio constitua o principal meio de transporte.

AVALIAÇÃO DO CORREDOR AMBIENTAL DO RIO MINO INTERNACIONAL

Esta atividade visa promover o valor natural e paisagístico do corredor ambiental do rio Minho Internacional, uma área classificada como Sítio de Importância Comunitária da Rede Natura 2000, nos dois lados da fronteira.

CONSOLIDAÇÃO DA MARCA VISIT RIO MINHO

Essa atividade dará continuidade às ações realizadas no projeto VISIT RIO MINHO, reforçando o posicionamento da marca no mercado aproveitando a colaboração iniciada pelos municípios transfronteiriços envolvidos.

Pretende-se converter a oportunidade da existência de recursos endógenos e pontos de interesse turístico associados à especificidade da fronteira (rio Minho, fortalezas da raia, paisagem natural, patrimônio histórico e cultural dos centros históricos, diversidade cultural e linguística, contrabando, termalismo, adegas de alvarinho, etc.) numa vantagem competitiva sobre outros destinos.

CRIAÇÃO DA ROTA MINHO FLUVIAL

Esta atividade visa criar um produto de turismo náutico, com referência ao rio Minho e aos principais recursos turísticos próximos (adegas, termas, centros históricos, fortalezas, etc.).

Pretende-se iniciar uma ação piloto na seção fluvial do rio Minho e criar as condições para futuros projetos de investimento público e privado, visando o desenvolvimento do potencial turístico do rio Minho, como destino fluvial.

O rio Minho constituirá a rota principal da rota fluvial e o barco turístico, o seu principal meio de transporte, complementado em terra, por meio terrestre (minibus e mini-comboio), que fará com que o visitante chegue aos principais pontos de interesse ao longo da rota.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here