XVII ENCONTROS DE CINEMA DE VIANA JÁ ARRANCARAM

0

Viana do Castelo volta a ser palco dos Encontros de Cinema de Viana. Até domingo, filmes profissionais e produzidos por estudantes de todas as idades, música, conferências, debates, masterclasses, workshops e exposições integram uma programação diversificada que promete animar a cidade.

A programação começa por apresentar o Festival de Vídeo Escolar Ação03!, com filmes realizados em âmbito escolar por alunos dos ensinos básico e secundário. Dividido por categorias, de acordo com o nível de ensino, o festival vai mostrar e premiar filmes de ficção, animação e documentário.

Nos dias 4 e 5 de Maio a programação vira-se essencialmente para a 6ª Conferência Internacional de Cinema de Viana do Castelo, reunindo investigadores e professores universitários na Escola Superior de Educação do IPVC para debaterem o Cinema e a Educação para as Imagens. Cerca de 40 investigadores oriundos sobretudo de Portugal e Brasil apresentam as suas reflexões, centrando-se essencialmente em duas temáticas: “Cinema e Escola” e “Cinema, Arte, Ciência e Cultura”. Haverá ainda lugar para uma mesa redonda subordinada ao tema Cinema e Educação e um painel temático que apresenta quatro perspetivas sobre a relação do documentário com o conceito de memória.

Também durante os dias 4 e 5 de Maio realizar-se-ão os Encontros de Cooperação Internacional em Educação, Artes e Humanidades, para explorar a cooperação entre Instituições de Ensino Superior no espaço Lusófono no âmbito da educação, artes e humanidades. Os encontros reúnem investigadores da Escola Superior de Educação do instituto Politécnico de Viana do Castelo, da Universidade Federal de Goiás e da REPEM – Rede de Pesquisa em Educação e Mídias, com a colaboração da AO NORTE – Associação de Animação e Produção Audiovisual.

Durante o fim-de-semana a programação será mais intensa, com a secção Olhares Frontais, que incluiu a mostra dos filmes candidatos ao Prémio PrimeirOlhar e os filmes convidados “O espectador espantado”, de Edgar Pêra, “Como me apaixonei por Eva Ras”, de André Gil da Mata, “Ama-San”, de Cláudia Varejão, e “Terceiro Andar”, de Luciana Fina.

Nesta edição dos Encontros de Cinema de Viana a música ganha especial destaque, com dois filmes concerto: NaN Collider, apresentado pelo investigador e artista João Martinho Moura e pelo músico e membro da banda Mão Morta António Rafael, e How To Become Nothing, da autoria de The Legendary Tiger Man e Pedro Maia.

Carlos Alberto Henriques apresenta uma masterclass com o tema “Cinema e Televisão… porquê digital?”, Maria do Carmo Piçarra reflete sobre o cinema colonial apresentando “Cinema Império: Propaganda Colonial e Censura no Estado Novo” e Alice Fátima Martins fala de “Outros Fazedores de Cinema”.

Tal como nas edições anteriores, a associação Ao Norte dinamiza vários workshops, especialmente dedicados aos mais novos, como forma de promover a educação para as imagens, tais como Histórias na Praça, orientado por Pedro Sena Nunes, e Escolas Animadas, por Graça Gomes e Rodrigo Francisco, do Cineclube de Viseu.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here